Um grupo de manifestantes realizou dois protestos em postos de combustíveis na cidade de Uberlândia, nesta sexta-feira, 5. O movimento foi batizado como: ‘NÃO CRUZE OS BRAÇOS O BRASIL É NOSSO’.

Cerca de 50 motoristas se reuniram em um posto de combustível na saída para Ituiutaba e abasteceram R$ 0,50 centavos com notas de até R$100,00. O movimento já conta com aproximadamente 500 pessoas. O protesto ocorreu na tarde de sexta-feira e contou com a presença da advogada Maria Francisca Medeiros, que relatou que é direito do consumidor pedir a nota fiscal.

“Artigo 39. É vedado ao fornecedor de produtos ou serviços, dentre outras práticas abusivas: (Redação dada pela Lei nº 8.884, de 11.6.1994). Recusar atendimento às demandas dos consumidores, na exata medida de suas disponibilidades de estoque, e, ainda, de conformidade com os usos e costumes”, afirma.

Continua após a publicidade

Um dos manifestantes relatou a equipe de reportagem da TV Vitoriosa, que é provável que até a eleição deste ano a gasolina possa chegar a R$ 9,00.” A Petrobrás perdeu  a ação nos Estados Unidos no valor de quase R$ 10 bilhões, quem vai pagar essa conta é o povo brasileiro. Nós temos a gasolina mais cara do mundo. O Brasil vende para a Bolívia com o imposto por R$ 1,57″, diz manifestante.

Segundo protesto

Na noite desta sexta-feira, 5, cerca de 80 manifestantes se reuniram em um posto de combustíveis na Avenida Getúlio Vargas, para abastecer somente R$ 0,50 centavos. Os integrantes relataram a equipe de reportagem, que o posto se negou  a emitir a nota fiscal e encerrou o abastecimento.

Repórter: Lourival Santos e Léo Carvalho / V9


Comments are closed.