Um agente penitenciário foi baleado no Hospital Risoleta Neves, na região de Venda Nova, na noite desta segunda-feira (8). Segundo a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), o atirador é um homem que usava uma tornozeleira eletrônica e aguardava atendimento na unidade de saúde. Ainda conforme a pasta, ele estava alterado e agrediu verbalmente o servidor que fazia a escolta de outros presos no local.

A Polícia Militar (PM), que foi acionada para registrar o boletim de ocorrência, explicou que o atirador seria uma vítima de um atropelamento socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada para o hospital. No local, o homem teve um desentendimento com os socorristas e o agente penitenciário interveio na briga.

“Durante a contenção, o agressor tentou tirar a arma do agente penitenciário, momento no qual houve um disparo que atingiu a perna do servidor. O agente foi atendido imediatamente no próprio hospital e não corre risco de morte”, informou a Seap, por meio de nota.

Continua após a publicidade

O criminoso foi encaminhado para a Central de Flagrantes (Ceflan) da Polícia Civil. Conforme a Seap, além de responder criminalmente por ter atirado no agente penitenciário, ele poderá perder o benefício do monitoramento eletrônico.

A Seap e a PM não divulgaram os nomes, nem as idades do agente e do agressor.

Atualizada às 20h25.


Comments are closed.