Seguindo o exemplo de Betim, Belo Horizonte e Contagem, a Prefeitura de Ribeirão das Neves também anunciou nesta segunda-feira (8) que não autorizou o reajuste no preço das passagens do transporte coletivo do município, conforme foi solicitado pela empresa que presta o serviço na cidade. 

“O prefeito Junynho Martins (PSC) informou que além de não conceder o aumento, a Prefeitura está discutindo através da Lei 3804/2017 um novo modelo que possa oferecer um transporte mais humano e de qualidade aos moradores de Neves”, diz a nota divulgada pelo município.

Além disso, a prefeitura aproveitou para esclarecer que as linhas que partem da cidade ou passam por lá, que são gerenciadas pelo Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER/MG), sofreram aumento por decisão do governo de Minas. 

Continua após a publicidade

O prefeito fez o anúncio em um vídeo no Facebook: 

Confira abaixo a lista de todas as linhas municipais de Ribeirão das Neves, que possuem tarifa de R$ 3,80: 

– 1100 – Santinho/Hospital VIA SAVASSI

– 1110 – ROSANEVES / LAGOINHA VIA IFMG (FACULDADE) SEVILHA B

– 1120 – IOLANDA / MOACIR MENEZES /VIA CAMPOS SILVEIRA

– 1200 – ROSANEVES/TOCANTINS/SEVERINA/ LANDI – VIA LAGOINHA

– 1210 – SANTINHO / LAGOINHA

– 1320 – SANTINHO / SAN GENARO

– 1350 – RESIDENCIAL ALTEROSA / LAGOINHA

– 1360 – COMPLEXO PPP/APOIO MINEIRO

– 2100 – SUELY / NEVES – Via LAGOINHA

– 2101 – MARIA HELENA / NEVES – Via CRUZEIRO

– 2102 – ATALAIA / NEVES Via- LAGOINHA

– 2103 – AREIAS DE BAIXO / NEVES

– 2420 – MENEZES/ NOVA PAMPULHA / Via LAGOINHA

–  3100 – SÃO LUIZ / NEVIANA / JARDIM COLONIAL – Via SÃO JUDAS TADEU

– 3110 – PORTO SEGURO / SAN MARINO

– 3120 – VALE DAS ACÁCIAS/NOVA UNIÃO/PORTO SEGURO – VIA VENEZA

– 3200 – VENEZA / LAGOINHA – VIA SAN GENARO

– 3201 – METROPOLITANO/LAGOINHA VIA SAN GENARO

– 3202 – STA. CECÍLIA / LAGOINHA

– 4100 – NOVA PAMPULHA / NEVES – Via KÁTIA

– 4101 – NOVA PAMPULHA / NEVES – Via CÉU AZUL

– 4102 – ROSIMEIRE/NEVES – Via TANCREDO NEVES

– 4200 –     MENEZES / ROSIMEIRE -Via CÉU AZUL

 

Seguindo os exemplos

Ribeirão das Neves seguiu o exemplo de outras três cidades que também já haviam anunciado que não autorizariam o reajuste dos preços das tarifas de ônibus. O prefeito Alexandre Kalil (PHS) foi o primeiro a negar o aumento às empresas de ônibus de Belo Horizonte, no dia 19 de dezembro de 2017. Com isso, neste ano a passagem principal na capital continua em R$ 4,20.

Logo em seguida, no dia 3 de janeiro, foi a vez do prefeito de Betim, Vittorio Medioli (PHS), também anunciar que não acataria o pedido das empresas que administram o transporte coletivo na cidade. As concessionárias haviam solicitado 23,5% de reajuste, mas o prefeito respondeu que vai discutir a situação do transporte local junto com o Ministério Público. Diante da  negativa do Executivo, as tarifas no município ficam congelados em R$ 2,50 e R$ 4,05 ao invés de subir para  R$ 3,09  e R$ 5.

No dia seguinte foi a vez do prefeito de Contagem, Alex de Freitas (PSDB), também negar o reajuste. Ainda de acordo com o Executivo, as empresas pediram cerca de 11% de aumento, o que faria com que a tarifa subisse de R$ 4,05 para R$ 4,50.


Comments are closed.