Cansado dos reajustes consecutivos no preço da gasolina, o motorista de aplicativos de transportes Cristiano Girundi, de 38 anos, resolveu organizar uma paralisação. O mais recente reajuste foi anunciado pela Petrobras nesta quarta-feira (10): a gasolina terá aumento de 1,4%, enquanto o diesel terá alta de 1%.

De acordo com o condutor, que atua em diversas plataformas de transportes há cerca de três anos em Belo Horizonte e na região metropolitana, o alto preço do litro da gasolina, que chega a ser vendido na capital por até R$ 4,499, tem impactado no lucro das corridas, e, por isso, em forma de protesto, ele e cerca de 150 motoristas vão abastecer apenas R$ 0,50 e exigir a nota fiscal do produto.

A concentração está prevista para as 16h desta quinta-feira (11) em um posto localizado na avenida Pedro II, próximo ao viaduto do Anel Rodoviário, na região Noroeste da cidade de onde os manifestantes deverão seguir para outros postos.


Comments are closed.