O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) divulgou uma nota, nesta quinta-feira (11), contradizendo a afirmação do prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kallil, na quarta-feira (10), que a restrição para caminhões no Anel Rodoviário começaria em março deste ano. “Ainda não houve qualquer decisão sobre restrição à circulação de veículos de carga no trecho”, informou o Dnit, em nota.

Segundo o Dnit está definido, até o momento, que “os estudos para avaliar os impactos de tal medida terão continuidade e deverão ser concluídos somente em março, quando só então será tomada uma decisão sobre o assunto.Também foi decidido que será desenvolvido um plano de ação visando mitigar o número de acidentes no trecho que concentra o maior número de ocorrências, próximo ao bairro Betânia, que é concedido. O Dnit vai acompanhar o grupo de trabalho técnico e verificar os reflexos nos trechos sob sua administração”.

Nesta quarta, o prefeito saiu do gabinete do Ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, em Brasília, dizendo que estava com  a garantia de que o projeto de restrição para caminhões sairia do papel em março. “Os planos estão sendo desenvolvidos, e já asseguramos a proibição do tráfego pesado até no máximo a partir de março deste ano”, disse Kalil em entrevista a O TEMPO.

Continua após a publicidade

Leia mais sobre a divulgação do prefeito CLICANDO AQUI.


Comments are closed.