AGU entra com recurso contra suspensão da posse de Cristiane Brasil

A Advocacia-Geral da União (AGU) informou na noite desta sexta-feira, 12, que entrou com embargos de declaração no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) contra a manutenção da decisão liminar que suspendeu a posse da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) como nova ministra do Trabalho.

Em uma derrota para o Palácio do Planalto, o vice-presidente do TRF-2, desembargador federal Guilherme Couto de Castro, manteve na última terça-feira a decisão do juiz federal Leonardo da Costa Couceiro, da 4ª Vara Federal de Niterói (RJ), que havia suspendido a nomeação e a cerimônia de posse de Cristiane Brasil

Segundo a AGU, “o juízo competente para analisar o caso não era o da 4ª Vara Federal de Niterói – que concedeu a liminar em ação ajuizada às 20h11 do dia 07/01, mas o da 1ª Vara Federal de Teresópolis, que indeferiu liminar em ação de mesmo pedido ajuizada às 16h36 do dia 07/01”.

O embargo de declaração é uma espécie de recurso para que o tribunal se pronuncie sobre obscuridades, dúvidas, omissões ou contradições de suas decisões.

O presidente do PTB, Roberto Jefferson, informou à reportagem que os recursos do partido também já foram protocolados no tribunal.

 

Adolescentes são suspeitos de espalhar lista com ‘ranking do sexo’

Cidade mineira vai usar lixo para gerar energia elétrica