Cinco pessoas da mesma família, dentre elas uma criança de 8 anos, foram mortas em uma chacina em Itaipé, no Vale do Mucuri, na noite deste domingo (14). De acordo com a Polícia Militar, as vítimas foram assassinadas por um pistoleiro da cidade que tinha rixa com outro pistoleiro que pertencia a família dos mortos e estava morando em São Paulo. O suspeito do crime foi preso.

Ainda segundo a polícia, por volta de 7h da manhã desta segunda-feira (15), os militares foram acionados para a fazenda no povoado de Boa Sorte, na zona rural, onde ocorreu o crime. Estavam mortos um homem de 56 anos, uma mulher de 55 anos, um outro homem de 38 anos e uma mulher de 26 anos, além de um menino de apenas 8 anos. Todos foram atingidos por arma de fogo.

A polícia ouviu vizinhos da fazenda, no entanto, eles disseram não terem ouvido os disparos. As casas ficam bem distantes umas das outras. Uma parente da família que foi até a casa, foi quem encontrou os corpos pela manhã. A mulher ficou em estado de choque e pediu ajuda a um vizinho que chamou a polícia. O local foi isolado e os corpos encaminhados ao Instituto Médico-Legal (IML) de Teófilo Otoni.

Continua após a publicidade

Menino de 10 anos se esconde e escapa do crime

Um menino de 10 anos também estava na casa no momento da chacina, mas ele conseguiu se esconder embaixo da cama e o suspeito não atirou contra ele. Segundo a polícia, a criança também fazia parte da família e após ver as vítimas mortas, ele fugiu para um matagal próximo a fazenda, porque ficou com medo.

O menino passou a noite na mata e só foi encontrado na manhã desta segunda-feira quando familiares foram procurá-lo. O menino foi encaminhado a um abrigo da cidade e é auxiliado pelo conselho tutelar. Em conversa com a criança, os militares mostraram foto do suspeito e o menino disse que foi ele.

Pistoleiro era conhecido na cidade

Assim que souberam do crime, os militares foram para a casa de um pistoleiro da cidade que já é conhecido por vários crimes. O homem de 38 anos negou o crime, mas estava com a bermuda suja de sangue e ficou detido como principal suspeito do crime. Após ter sua foto reconhecida pela criança ele foi preso.

Testemunhas contaram que o suspeito tinha uma rixa com outro pistoleiro da cidade que era familiar das vítimas e que estava morando em São Paulo. Segundo as testemunhas, o suspeito disse que se o homem não voltasse para Itaipé para resolver o problema dos dois, ia matar a família dele. Então a principal suspeita da polícia é que o crime tenha sido motivado por vingança. A Polícia Civil vai investigar o caso.

A cidade fica a 530 quilômetros de Belo Horizonte e tem uma população de 12.651 pessoas, segundo a prefeitura da cidade.


Comments are closed.