A Prefeitura de Belo Horizonte emitiu uma nota, nesta terça-feira (16), confirmando uma morte por febre amarela em Belo Horizonte, é o primeiro óbito pela doença na capital em 2018. A morte ocorreu no último dia 11 de janeiro. A transmissão, segundo a secretaria não ocorreu em Belo Horizonte.

“A investigação epidemiológica apontou que a contaminação ocorreu em sítio de outro município da região metropolitana de BH.  O óbito por febre amarela ocorreu em pessoa do sexo masculino, sem registro de vacina, com 53 anos e baixa imunidade. Foi internado  no Hospital Júlia Kubistschek (no bairro Milionários, Barreiro) e era residente na região do Barreiro”, informou a nota.

Segundo a nota, foram feitas vistorias detalhadas para retirada de focos do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da doença em 520 imóveis próximo a residência do morador de Belo Horizonte que faleceu por febre amarela, foram dadas também informações a moradores da região sobre a necessidade de imunização e aplicação de inseticida contra o veto.

Continua após a publicidade

No Estado de Minas Gerais já são 13 mortes pela doença. 


Comments are closed.