Desde 2015, Ronaldinho Gaúcho atua apenas em partidas amistosas e festivas por diversos países Fonte: AFP/Ezequiel Becerra

Ronaldinho Gaúcho não é mais jogador profissional. A informação foi confirmada e anunciada pelo irmão e empresário Assis, à coluna “Gente Boa”, do Jornal O Globo. R10, de 37 anos, não atua por uma equipe profissional desde 2015.

“Ele parou. Acabou. Vamos fazer algo bem grande, bacana, após a Copa da Rússia, provavelmente em agosto. Faremos vários eventos rodando por Brasil, Europa e Ásia. E, claro, estamos combinando um jogo com a seleção brasileira. A Nike vai jogar junto na elaboração desse projeto. Ainda não tenho detalhes, por enquanto estamos montando um programa, uma pauta. O fato de ele ser embaixador do Barcelona por dez anos facilita muito lá fora. Ele é querido lá e aqui”, disse Assis à coluna, nesta terça-feira.

Continua após a publicidade

Ronaldinho participa de partidas comemorativas e festivas desde que deixou sua última equipe profissional, o Fluminense, em 2015. Os jogos são realizados em diversos locais do mundo.

Ronaldo de Assis Moreira, natural de Porto Alegre, iniciou como profissional em 1998, no Grêmio, aos 17 anos. Logo se destacou no clube e chegou à Seleção Brasileira, conquistando a Copa América de 1999. Transferiu-se do Grêmio para o PSG em 2001, quando começou a aparecer no cenário europeu.

Campeão da Copa do Mundo em 2002, Ronaldinho seguiu no clube parisiense por um ano e, valorizado, foi vendido ao Barcelona. Na Espanha, R10 viveu seu auge e ajudou a recolocar o clube no topo do futebol mundial. Foi eleito o melhor do planeta pela FIFA em 2004 e 2005.

Após a conquista da Liga dos Campeões, em 2006, decaiu na carreira e teve problemas no Barça e na Seleção Brasileira. Comprado pelo Milan em 2008, alternou entre bons e maus momentos na Itália. Em janeiro de 2011, retornou ao Brasil para atuar no Flamengo.

Também alternando boas e más atuações, saiu da equipe em 2012, quando se transferiu para o Atlético. No Galo, recuperou o destaque e foi peça importante para a conquista da Libertadores, em 2013. O nome de Ronaldinho é muito louvado pela torcida, uma vez que sua passagem pelo clube mudou a história do Alvinegro.

Em setembro de 2014, foi anunciado pelo Querétaro, do México. Foi peça importante no clube, mas também viveu bons e maus momentos. Em 2015, o Fluminense anunciou o jogador, que pouco jogou pela equipe carioca. A passagem terminou em setembro de 2015. A partir de então, o “bruxo” não atuou mais profissionalmente.

Carreira de Ronaldinho

Grêmio (1998 – 2001): 145 jogos, 75 gols

Paris Saint Germain-FRA (2001-2003): 77 jogos, 25 gols

Barcelona-ESP (2003-2008): 249 jogos, 108 gols

Milan-ITÁ (2008-2011): 116 jogos, 29 gols

Flamengo (2011-2012): 72 jogos, 28 gols

Atlético (2012-2014): 88 jogos, 28 gols

Querétaro (2014-2015): 32 jogos, 8 gols

Fluminense (2015): 9 jogos

Seleção Brasileira (1999-2013): 100 jogos, 34 gols

Títulos

Grêmio

Campeonato Gaúcho: 199

Copa Sul: 1999

Paris Saint-Germain

Copa Intertoto da UEFA: 2001-2002

Barcelona

Liga dos Campeões da UEFA: 2005-2006

Campeonato Espanhol: 2004-2005 e 2005-2006

Supercopa da Espanha: 2005-2006 e 2006-2007

Milan

Campeonato Italiano: 2010-2011

Flamengo

Taça Guanabara: 2011

Taça Rio: 2011

Campeonato Carioca: 2011

Atlético

Copa Libertadores: 2013

Recopa Sul-Americana: 2014

Campeonato Mineiro: 2013

Seleção Brasileira

Copa do Mundo: 2002

Copa América: 1999

Copa das Confederações: 2005

Olimpíada: Bronze 1998

Superesportes


Comments are closed.