Botafogo tropeça contra Portuguesa e estreia no Estadual com empate

Em casa, Botafogo levou susto e saiu perdendo por 2 a 0, mas buscou empate e evitou vexame ainda pior Fonte: Divulgação

Com um gol marcado pelo ex-cruzeirense Marcos Vinicius nos acréscimos, o Botafogo escapou de ser derrotado pela Portuguesa-RJ na sua partida de estreia no Campeonato Carioca, nesta terça-feira, no estádio Nilton Santos.. O Alvinegro de General Severiano chegou a estar perdendo por 2 a 0, mas conseguiu reagir no segundo tempo e igualar em 2 a 2. Brenner, de pênalti, marcou o outro gol da equipe. A Portuguesa-RJ saiu na frente com dois gols de Sassá, o segundo em falha clamorosa do goleiro Jefferson.

Foi uma estreia decepcionante para o treinador Felipe Conceição que viu seu time cometer muitos erros no primeiro tempo e sair vaiado pela torcida. O time melhorou na segunda etapa, enquanto a Lusa da Ilha do Governador recuou para manter o resultado e acabou castigado no fim do jogo. Com o resultado, as duas equipes somaram seu primeiro ponto no Grupo C.
Na próxima rodada, o Botafogo vai enfrentar o Fluminense, no Maracanã, enquanto a Portuguesa-RJ receberá o Madureira, na Ilha do Governador
O jogo

Como era de se esperar, o Botafogo começou a partida no ataque. E logo no primeiro minuto, Gilson investiu pela esquerda e cruzou para Brenner que chegou atrasado. A Portuguesa-RJ não se assustou e tentava chegar na área alvinegra com lançamentos para os atacantes Alexsandro e Romarinho. Aos nove minutos, a Lusa marcou o primeiro gol. Após cobrança de escanteio, Alexandro desviou de cabeça , Luan tocou e Sassá, livre, chutou para marcar o primeiro gol da competição.
O Botafogo demorou a se recuperar e levou quatro minutos para chegar na área da Portuguesa-RJ. Aos 13 minutos, Pimpão recebeu da esquerda e tentou lançar para Brenner, mas o goleiro Milton Raphael saiu para ficar com a bola.
O time comandado por Felipe Conceição encontrava muita dificuldade para organizar o ataque e a torcida mostrava sinais de irritação. Aos 20 minutos, após jogada confusa na área, Gilson apanhou o rebote e bateu cruzado. A bola desviou na zaga e saiu para escanteio. Aos 23 minutos, após cobrança de escanteio, Joel Carli cabeceou, a bola desviou na zaga e saiu outra vez
Aos 26 minutos foi a vez do meia Leo Valencia se aproveitar do erro da defesa da Portuguesa-RJ para dominar e chutar forte, mas a bola saiu. O Alvinegro seguiu pressionando e criou a melhor chance aos 29 minutos. Gilson cruzou da esquerda e Brenner, na pequena área, cabeceou em cima de Milton Raphael que conseguiu fazer a defesa. Aos 35 minutos, a Portuguesa-RJ ampliou. Sassá recebeu na entrada da área e chutou cruzado. Jefferson tentou a defesa e falhou ao tentar rebater, colocando a bola nas suas redes. Depois do lance, o goleiro se desculpou pelo erro e foi aplaudido pela torcida. Aos 38 minutos, o estreante Luiz Fernando tentou arriscar de longe e mandou a bola longe, arrancando vaias da torcida. O Botafogo ainda sofreu outro susto aos 42 minutos. Cássio cobrou lateral, Marcão cabeceou e Romarinho bateu por cima do travessão. E a torcida vaiou muito no final do primeiro tempo.
Com lesão na panturrilha, o zagueiro Joel Carli não voltou para o segundo tempo. Marcelo entrou na vaga do argentino. Aos quatro minutos, Romarinho recuperou a bola na intermediária e mandou a bomba, mas Jefferson fez grande defesa e evitou o terceiro gol. Aos oito minutos, o Botafogo marcou o primeiro gol. Após cruzamento na área, Romarinho colocou a mão na bola e o árbitro marcou pênalti. Brenner bateu com categoria e anotou o primeiro gol.
Empolgado com o gol, o time de General Severiano partiu para buscar o empate. Aos 11 minutos, Gilson cruzou e Milton Raphael saiu com segurança para socar a bola e evitasse a chegada de Brenner. Aos 16 minutos, Milton Raphael voltou a brilhar. O goleiro da Portuguesa-RJ evitou o empate ao defender cabeçada de Luiz Fernando.
Depois da parada técnica, a torcida alvinegra vibrou quando o técnico Felipe Conceição chamou o jovem atacante Ezequiel para entrar no jogo. Rodrigo Pimpão saiu vaiado.
A pressão alvinegra aumentou e ao tentar afastar da área, Jonathan acabou desviando para seu gol e Milton Raphael fez outra grande defesa, colocando para escanteio. A Portuguesa-RJ desistiu de atacar e se concentrou na entrada da sua área para defender o resultado. O Botafogo usou todas as cinco alterações a que tinha direito para aumentar a força do ataque, mas a Lusa se defendia bem para evitar a penetração do ataque alvinegro. Aos 49 minutos, na última jogada da partida, após confusão na área, Marcos Vinicius bateu para o gol e evitou a derrota na estreia.
BOTAFOGO 2 X 2 PORTUGUESA-RJ
BOTAFOGO
Jefferson, Arnaldo, Joel Carli(Marcelo), Igor Rabello e Gilson; Matheus Fernandes(Rodrigo Lindoso), João Paulo, Luiz Fernando(Lucas Campos) e Leo Valencia(Marcos Vinicius); Rodrigo Pimpão(Ezequiel) e Brenner
Técnico: Felipe Conceição
PORTUGUESA-RJ
Milton Raphael; Cássio, Luan, Marcão e Diego Maia; Muniz(Abuda), Jhonnatan e Maicon Assis(Philip); Sassá(Rayllan), Alexsandro e Romarinho(Manteiga)
Técnico: João Carlos Ângelo
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 16 de janeiro de 2018, terça-feira
Público: 4055 pagantes
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo
Assistentes: Gilbert Sisquin e Luiz Antonio de Oliveira
Cartão Amarelo: João Paulo(Bota);Marcão, Cássio, Jonathan(Port)
GOLS: Sassá, 9 e aos 35min do 1ºT; Brenner, 8, Marcos Vinícius, aos 49min do 2ºT
Superesportes

PC prende três por envolvimento na morte de mulher de PM em Abaeté

Se Previdência não for votada em fevereiro, não será mais, diz Maia