O americano Herman Durwood, de 51 anos, que foi espancado em Uberlândia no final do ano passado, morreu na noite desta terça-feira, 16, nos Estados Unidos.

O engenheiro foi espancado no dia 8 de dezembro de 2017, ao sair de uma casa noturna na Rua Santos Dumont, região central. Durwood estava descendo as escadas do estabelecimento acampanado por uma moça. Ao sair do local esbarrou em dois jovens e foi agredido por um deles com um murro e dois chutes, e um deles pegou na cabeça e deixou a vítima desacordada.

Os dois suspeitos tentaram fugir e foram abordados pela Polícia Militar (PM), que foram acionadas pelo videomonitoramento da corporação. A dupla foi encaminhada para delegacia de plantão e pode responder por homicídio e roubo tentado.

Continua após a publicidade

Herman foi levado pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital de Clínicas da UFU (HC-UFU), onde ficou internado por 29 dias. No dia 6 de janeiro, a esposa da vítima veio do Estados Unidos, acompanhada de dois médicos, e conseguiu a transferência do marido para o país de origem.

Dez dias após ser transferido para um hospital americano, a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu. O V9 procurou a delegacia da Polícia Civil e não informaram se o suspeito está preso ou se vai responder em liberdade.

Relembre o caso:


Estrangeiro é agredido após sair de casa noturna no Centro de Uberlândia

Câmeras de videomonitoramento flagram agressões que americano sofreu no centro de Uberlândia


Comments are closed.