Após a morte do cantor e compositor Flávio Henrique, os músicos Pedro Morais e Vitor Santana disseram que o meio artístico vai se mobilizar em campanha pela vacinação contra a febre amarela. “Muito triste você perder uma pessoa tão nova por causa de uma picada de mosquito. Vários artistas, como Tizumba, Titane e Marina Machado, estão se mobilizando para também fazer disso um alerta para a população. Acho que os artistas têm um papel importante nisso tudo”, disse Santana.

Colega de banda e amigo de longa data de Flávio Henrique, o músico Pedro Morais diz que ouviu do próprio músico que ele não havia tomado a vacina. A possibilidade é que ele tenha contraído a doença em Casa Branca, distrito de Brumadinho, na região metropolitana de BH, onde ele recém adquiriu uma casa próxima de uma região de mata.

“Isso é um alerta para toda a população se vacinar. Ele não vacinou, isso acontece, ele confirmou que não vacinou e isso pode acontecer com qualquer um de nós, é uma fatalidade. (…) Ele foi para fora do país, duas vezes à Cuba, alguns anos atrás. E disse que não lembrava se tinha vacinado”, conta Morais.


Comments are closed.