Uma mulher de 35 anos ficou gravemente ferida depois de ser agredida com chutes, socos e cadeiradas por não querer usar uma pedra de crack em Porteirinha, no Norte de Minas Gerais. De acordo com a Polícia Militar, o principal suspeito do crime é o ex-companheiro dela, de 31 anos, que está foragido.

Ainda de acordo com a polícia, o suspeito foi até a casa da mulher e mandou ela usar a droga, como ela não quis ele começou as agressões. A vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) com um corte na cabeça e hematomas próximos aos olhos.

A mulher foi levada para o Hospital São Vicente de Paulo e não corre risco de morrer. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Continua após a publicidade

Fonte: O Tempo


Comments are closed.