Fued e Renato Moura com moradores Nova Itba 2 e 4

A preocupação e a demora no atraso na entrega dos Residenciais Nova Ituiutaba 2 e 4, em razão das dificuldades financeiras da empreiteira, levou cerca de 20 contemplados até o saguão da Prefeitura de Ituiutaba, nesta quarta-feira, 17. As famílias foram pedir celeridade na entrega dos residenciais, alegando dificuldades enfrentadas, e que já deveriam estar morando no novo domicilio, apontaram ainda possíveis estrago em alguns imóveis.

O Prefeito Fued Dib, acompanhado do Secretário de Desenvolvimento Social, Renato Moura, de pronto receberam os manifestantes no próprio saguão. Segundo Fued, a Administração Municipal está à disposição do movimento, lembrou que este atraso é um dos problemas herdados do mandato anterior para resolver. Destacou que não está sendo economizado nenhum esforço para fazer com que o Governo Federal e a própria Caixa Econômica, promovam a agilidade necessária para que os imóveis sejam entregues o mais rápido possível.

Para o Prefeito Fued os contemplados dos residenciais, merecem e precisam do imóvel para moradia. E a atual gestão, reconhece esse direito, como também sabem que as famílias destes setores precisam da escola, da creche para as crianças e do transporte digno. E, neste sentido que a Prefeitura de Ituiutaba está trabalhando.

Continua após a publicidade

De acordo com o Secretário de Desenvolvimento Renato Moura, a situação da demora na entrega dos imóveis, é uma preocupação acompanhada com atenção desde sua posse na pasta no início do ano passado.

“Por diversas vezes, com o Prefeito Fued Dib, fomos cobrar em Brasília, Belo Horizonte e na Superintendência da Caixa em Uberlândia. Queremos urgência na entrega destes imóveis, a moradia é um direito sagrado. Temos interesse no projeto de buscar mais moradias. O déficit habitacional ainda é grande, estamos com mais de onze mil pessoas em nossos cadastros à espera de casa. A Caixa em Uberlândia, habilitou recentemente, seis empresas, uma delas será anunciada em breve para concluir os 05% restantes da obra das casas. Estamos trabalhando com total interesse e acreditamos resolver este impasse o mais breve possível”, concluiu o Secretário Renato Moura.


Comments are closed.