O Estádio Zama Maciel, em Patos de Minas, deve receber uma grande partida neste domingo, às 19h30, entre URT e América, pela segunda rodada do Campeonato Mineiro. Vindo de vitórias em suas estreias, os dois clubes brigam pela ponta da tabela. Outro aspecto que gera expectativa de bom espetáculo é a característica ofensiva das equipes.

Sob o comando de Enderson Moreira, o América teve como marca na conquista da Série B do Brasileiro “propor o jogo”, inclusive em compromissos fora de casa. A estratégia não será diferente em 2018. O técnico faz questão de ver a equipe com a posse da bola na maior parte do tempo, sempre com a ambição de vencer.

”Minha mudança de sistema não houve. Está igual ao ano passado. Já vencemos alguns processos. Se gente pega uma equipe como o Patrocinense (adversário da estreia), compacto, linhas próximas, no início do ano passado, não sei se conseguiríamos virar. Já apresentamos uma tranquilidade, posse de bola e, assim, conseguimos buscar o gol”, disse o técnico sobre a forma como quer ver o América encarando os adversários.
Da mesma forma, Enderson Moreira sabe muito bem que a URT dirigida por Rodrigo Santana não deixará de lado seu estilo agressivo, ainda mais jogando em Patos de Minas. Se o Coelho teve que vencer a retranca do Patrocinense no Independência para estrear com vitória por 2 a 1, de virada, o Trovão Azul foi ao Parque do Sabiá e venceu o Uberlândia por 2 a 0. O mesmo Uberlândia venceu na abertura da segunda rodada o Tupi por 5 a 2 em Juiz de Fora, resultado que valoriza ainda mais a estreia da URT fora de casa.
O time de Patos de Minas foi semifinalista e campeão do interior nas duas últimas edições do Mineiro. No ano passado, já sendo dirigido por Rodrigo Santana, teve postura ousada mesmo jogando com os grandes da capital.
”O que faz a diferença não é se um jogador joga ou não, mas o jeito de jogar. Temos que enaltecer que a URT é uma equipe organizada, que vai trazer muita dificuldade. Pode ser um dos jogos mais difíceis que teremos, como foi contra o Patrocinense. É uma equipe bem compacta, com ideia de jogo definida. O Rodrigo Santana está há muito tempo no comando, os jogadores sabem suas ideias e têm bom entendimento de jogo. Será difícil não pelas peças, mas pelo entendimento do jogo deles. Ano passado foi campeão do interior, um grande time. É ter preocupação defensiva, como se tem que ter quando se joga fora de casa”, destacou Enderson sobre o compromisso deste domingo à noite.
 
Invencibilidade
Outra prova da força da URT é uma longa invencibilidade dentro do Zama Maciel no Mineiro. O último revés em Patos foi em 6 de fevereiro de 2016, para o Villa Nova, por 1 a 0. Desde então, em 13 jogos, a equipe conseguiu sete vitórias e seis empates, com 20 gols pró e 11 contra.
Baixa no Coelho
Contra a URT, a intenção de Enderson Moreira era manter o time da estreia contra o Patrocinense. Isso não será possível porque o centroavante Rafael Moura teve constatada uma leve tendinite no calcanhar esquerdo. Por precaução, o recém-contratado foi vetado. O seu substituto no comando do ataque será Bill, que jogará ao lado de Aylon e Luan.
Bill já entrou em campo no decorrer da partida contra o Patrocinense. Neste domingo, atua pela primeira vez no interior de Minas pelo Estadual. “Estou muito feliz por estar no América e fazer meu primeiro jogo no interior pelo Campeonato Mineiro. Espero que dê tudo certo para que possamos colher os frutos de um grande trabalho. Bate um frio na barriga, mas é só no começo. Temos muito a ganhar nesse campeonato. É lógico que ainda temos muito para melhorar durante o Estadual”.
Após se sentir bem na estreia, no Independência, o atacante Aylon também espera subir de produção diante da URT. “Eu me senti bem (contra o Patrocinense), até pela forma como o América joga, dá facilidade para os homens da ponta. Fico fora esperando uma bola, mas esse tempo de espera ajuda a respirar e pensar o jogo. Quando a bola vem, você tem a intensidade para fazer a jogada. Os companheiros comentaram que parecia que eu jogava há mais tempo com eles. Isso é bom e espero que possa melhorar (neste domingo)”.
Na URT, Rodrigo Santana não quis divulgar a escalação, a exemplo do que fez na estreia.
Ficha Técnica
URT
Carlão; Carlinhos, Rodolfo, Victor Salinas e Douglas Maia; Jô, Diogo Orlando e Eduardo Ramos; Bruninho, Macena e Felipe Alves. Técnico: Rodrigo Santana.
América
João Ricardo; Norberto, Messias, Rafael Lima e Giovanni; Zé Ricardo, Matheus Sales e Renan Oliveira; Aylon, Bill e Luan. Técnico: Enderson Moreira.
Local: Estádio Zama Maciel, em Patos de Minas-MG
Motivo: 2ª rodada do Campeonato Mineiro
Data e horário: domingo, às 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (CBF)
Auxiliares: Marconi Helbert Vieira (CBF) e Luiz Antônio Barbosa (CBF)
Superesportes

Comments are closed.