A multa milionária imposta pelo Atlético a Fred por sua transferência ao Cruzeiro não é uma novidade nos bastidores alvinegros. Na assinatura do termo de rescisão de contrato com o Galo, em 2014, o meia Ronaldinho Gaúcho, que anunciou recentemente sua aposentadoria do futebol, se comprometeu a não vestir a camisa cruzeirense, sob pena de pagar uma multa de R$ 15 milhões.

A cláusula tem redação semelhante ao termo que estipulou multa de R$ 10 milhões a Fred por seu acerto com a Raposa, no fim do ano passado. Se R10 assinasse com o Cruzeiro, os R$ 15 milhões deveriam ser pago no primeiro dia útil após o registro do jogador. Da mesma forma que Fred, o valor seria devido por Ronaldinho, e não pela equipe celeste.

A estratégia alvinegra para os dois casos é, de fato, calçada na rivalidade. A intenção era se resguardar e amenizar uma possível repercussão negativa para a saída de um grande jogador do Atlético direto para o Cruzeiro.

Continua após a publicidade

Ronaldinho chegou ao Galo em junho de 2012. Fez 88 jogos e marcou 28 gols, conquistando a Copa Libertadores (2013), o Campeonato Mineiro (2013) e a Recopa Sul-Americana (2014). Depois que deixou o Galo, R10 se transferiu para o Querétaro-MEX e, posteriormente, ao Fluminense, onde atuou por apenas nove jogos em 2015.

O Atlético ainda aguarda o depósito da multa de Fred. O clube disse que tomará medidas necessárias caso não recebe os valores. O vice-presidente de futebol do Cruzeiro, Itair Machado, disse, na semana passada, que o clube irá se posicionar oficialmente sobre o caso ainda nesta semana.

Fonte: O TEMPO


Comments are closed.