Avós levavam criança ao hospital, quando se envolveram em acidente; moradores prestaram solidariedade

Era para ser um domingo feliz com os avós em São Gonçalo do Sapucaí, no Sul de Minas. Mas a tristeza o desespero tomaram conta da família depois que o pequeno João Vitor Ferreira Mendonça, de 2 anos, se engasgou com um pedaço de salsicha e, sem ar, não sobreviveu.

Os avós ainda tentaram salvar o garoto, mas não conseguiram retirar o alimento da garganta do menino. Desesperados, eles pegaram o carro para levar João Vitor ao hospital, mas, no caminho, se envolveram em um acidente, o que dificultou ainda mais a corrida para manter o menino vivo.

A criança chegou ao hospital ainda com vida, mas não sobreviveu ao engasgo, apesar da ação rápida da equipe médica. A história de João Vitor foi apenas uma entre as muitas tragédias que envolveram crianças no último fim de semana.

Continua após a publicidade

Segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), a avó, de 40 anos, o avô, de 51 anos, e a criança seguiam em um Palio em direção à Santa Casa de Misericórdia de São Gonçalo do Sapucaí pela MG–878. Na altura do KM 1, a mulher, que conduzia o veículo, perdeu o controle da direção.

Ela bateu contra um barranco e acabou capotando o carro. O acidente aconteceu perto da entrada da cidade. Ainda segundo a corporação, pedestres que passavam pelo local socorreram as vítimas. O Samu chegou a ser acionado. O casal sofreu escoriações leves.

Convivência

Um amigo da família de João, que pediu anonimato, contou que a mãe do pequeno mora em Pouso Alegre, na mesma região. Nos fins de semana, o menino tinha o costume de ir a São Gonçalo do Sapucaí – que fica 64 km de Pouso Alegre. “É uma família muito unida, praticamente todo fim de semana o menino ia para lá. Eles passavam os domingos juntos”, contou o amigo. O avô de João Vitor também trabalha em Pouso Alegre.

O amigo revelou ainda que o homem chegou a desmaiar no momento do acidente. Na segunda-feira (22), ele precisou ser encaminhado a um hospital por causa da suspeita de uma lesão na cabeça. A reportagem conseguiu contato com o acompanhante do avô no hospital, mas ele informou que a família não gostaria de se manifestar sobre a tragédia. O corpo da criança foi enterrado na segunda-feira em Pouso Alegre. “O enterro estava lotado, é uma situação muito triste por se tratar de uma criança”, contou um morador da cidade por telefone.

Repercussão

Com quase 24 mil moradores, São Gonçalo do Sapucaí ficou abalada com a morte de João Vitor. Conforme um morador, todos já estavam bastante tristes na cidade com a morte de dois jovens em um acidente de carro no sábado.

Fonte: O Tempo


Comments are closed.