Integrantes da ocupação William Rosa, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, protestaram, na tarde desta terça-feira (23), contra a prefeitura da cidade, que segundo o grupo não pagou o auxílio aluguel referente ao mês de janeiro. De acordo com a Polícia Militar, o ato ocorreu por quase uma hora no cruzamento da avenida João Cesar de Oliveira com José Faria da Rocha, duas das principais vias do bairro Eldorado.

Segundo a apoiadora dos manifestantes, Dayse França, o município tem atrasado o pagamento todos os meses das famílias. “O mês de janeiro ainda não foi pago, mas os atrasos tem sido constantes. Até hoje, não foi apresentado um projeto, uma solução de onde vão ser construídas as novas moradias”, destacou.

Em nota, a prefeitura informou que, devido o subsídio temporário para as 432 famílias das ocupações William Rosa e Marião foi encaminhado ontem à Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab/MG). O repasse aos beneficiados está previsto pela companhia nesta semana. Ainda no comunicado, o município informou que, em relação ao projeto de reassentamento, “a Secretaria de Habitação mantém o diálogo aberto com os envolvidos e já apresentou opções às lideranças das duas ocupações”.

Continua após a publicidade

Segundo os organizadores, o protesto reuniu 432 pessoas. A polícia Militar não divulgou o número.

Entenda. Instalados na ocupação desde 2013, as famílias deixaram a William Rosa, no bairro Laguna, em julho do ano passado, após um acordo em que todas as famílias seriam cadastradas para receber um valor temporário de aluguel no valor de R$ 450 até que fossem atendidas pelo programa Minha Casa, Minha Vida.


Comments are closed.