Santos não consegue superar a defesa do Bragantino, desperdiça pênalti no fim e cai na Vila Belmiro Fonte: Ivan Storti/Santos

A defesa do Bragantino venceu o ataque do Santos na noite desta segunda-feira, na Vila Belmiro. Depois de controlar a maior parte do jogo, o Peixe viu o Braga vencer com gol do zagueiro Guilherme Mattis, aos 36 minutos do segundo tempo.

O placar poderia ser diferente se não fosse a arbitragem e Rodrigão. O juiz anulou, de forma equivocada, um gol de Arthur Gomes no segundo tempo. E nos acréscimos, o centroavante desperdiçou uma cobrança de pênalti. O Peixe ainda reclamou de duas supostas penalidades, um em Copete e outro em Rodrygo no segundo tempo.

Continua após a publicidade

Na terceira rodada do Campeonato Paulista, o Peixe enfrentará a Ponte Preta, quinta-feira, às 19h30, em Campinas. O Braga receberá o São Bento, no mesmo dia, só que às 18h30.

O jogo

A boa defesa do Bragantino levou a melhor no primeiro tempo. O Santos criou algumas chances, mas teve dificuldade para infiltrar na área dos visitantes. As melhores oportunidades vieram da bola área, com jogadas de Arthur Gomes pela ponta esquerda.

Aos dois minutos, foi o Braga quem criou a primeira chance. Após bate-rebate na área, Léo Jaime chutou de perna esquerda, para fora, assustando o goleiro Vanderlei, mero espectador nos primeiros 46 minutos.

Na dobradinha com Romário, Arthur era a aposta do Peixe. O atacante levava a melhor nos dribles, mas pecada no cruzamento. Foram três consecutivos direto pela linha de fundo.

Aos 20 minutos, a dupla funcionou. Romário lançou Arthur Gomes em profundidade, e o garoto chutou fraco com a perna esquerda. O goleiro Alex Alves deviou para escanteio.

Na sequência, Copete deixou Victor Ferraz sozinho na ponta direita. O lateral-direito errou o cruzamento. O camisa 4 fez um primeiro tempo ruim.

Aos 25 minutos, Arthur Gomes apareceu de novo. O atacante fez lançamento longo para Rodrigão. O centroavante dominou com dificuldade e bateu fraco, de fora da área, nas mãos de Alex.

O jogo seguia com a mesma tônica: ataque do Santos contra a defesa do Bragantino. Nos minutos finais, o Peixe passou a encontrar mais espaços. Aos 34, Arthur cruzou, Rodrigão ajeitou e Copete, quase na pequena área, chutou torto de perna direita.

E aos 43 minutos, veio a melhor chance para o alvinegro. Vecchio cobrou falta na área. Rodrigão, no segundo pau, cabeceou firme para ótima defesa de Alex.

Defesa vence

Na segunda etapa, o Santos martelou, mas esbarrou na falta de criatividade e foi surpreendido.

Aos 2 minutos do segundo tempo, Léo Jaime driblou Romário com facilidade e cruzou. Vanderlei não achou nada e a bola passou raspando a trave. Segundos depois, Rodrigão deu bom passe para Arthur Gomes marcar, mas a arbitragem anulou o gol. Posição do atacante era legal.

O Bragantino, ainda de forma defensiva, passava a assustar mais. Aos oito minutos, de novo Léo Jaime. O atacante arriscou de fora da área para Vanderlei espalmar.

Quando o placar apontava 17 de jogo, Arthur Gomes fez mais uma boa jogada. Foi à linha de fundo e cruzou rasteiro. Rodrigão, na marca do pênalti, isolou com a canhota. Três minutos depois, Copete reclamou de empurrão na área. A arbitragem nada marcou.

Jair Ventura fez alterações, promoveu as entradas de Jean Mota e Eduardo Sasha, e o Santos se lançou ao ataque. Aos 26 minutos, Jean Mota finalizou de fora da área para boa defesa de Alex.

Aos 36 minutos, veio o castigo para o Santos. Gerley acertou a trave em chute de fora da área. No rebote, Guilherme Mattis, livre, bateu de primeira para fazer o gol da vitória.

O Peixe, nervoso, não tinha forças para reagir, mas, nos acréscimos, veio a luz no fim do túnel. O árbitro, responsável por atuação questionável, marcou pênalti em Vecchio.

Rodrigão foi para a bola, lentamente, e bateu mal, no meio do gol. O goleiro Alex Alves defendeu com o pé.

SANTOS 0 x 1 BRAGANTINO

SANTOS

Vanderlei, Victor Ferraz, Luiz Felipe, David Braz e Romário (Eduardo Sasha); Alison, Renato (Jean Mota) e Vecchio; Arthur Gomes (Rodrygo), Copete e Rodrigão

Técnico: Jair Ventura

BRAGANTINO

Alex Alves, Ewerton (Diego Macedo), Lázaro, Guilherme e Fabiano; Adenilson, Evandro e Vitinho; Léo Jaime (Bruno Sávio), Gerley (William) e Matheus Peixoto

Técnico: Marcelo Veiga

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Data: 22 de janeiro de 2017, segunda-feira

Árbitro: Salim Fende Chavez

Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Bruno Salgado Rizo

Público e renda: 7.508. R$ 223.615,00

Cartões amarelos: SANTOS: David Braz, Alison e Jean Mota. BRAGANTINO: Fabiano e Bruno Sávio.

GOL: Guilherme Mattis, aos 36min do 2Tº

Superesportes


Comments are closed.