Apos oito anos, o São Paulo está na decisão da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Nesta terça-feira, o Tricolor entrou em campo para reiniciar a semifinal contra o Internacional, na Arena Barueri. Após empate em 1 a 1, até o jogo ser interrompido pela forte chuva da noite desta segunda, as equipes não conseguiram alterar o marcador no dia seguinte, durante os 28 minutos que restavam, e tiveram de definir a classificação nos pênaltis, em que o clube do Morumbi levou a melhor, vencendo por 6 a 5.

Agora, o Tricolor se prepara para encarar o Flamengo na próxima quinta-feira, às 10h (de Brasília), no Pacaembu. A disputa pelo título marcará o aniversário da cidade de São Paulo. Campeão em 2016, quando bateu o Corinthians, o Rubro-Negro vai em busca do seu quarto título do torneio, assim como os rivais de Cotia, que ergueram a taça pela última vez quando ainda contavam com o talento de Lucas Moura, hoje no Paris Saint-Germain.

O jogo – A partida reiniciou aos 17 minutos do segundo tempo. Ao contrário da noite desta segunda-feira, nesta terça os jogadores encontraram condições completamente diferentes e tiveram de ir a campo sob forte sol. Ainda assim, os jogadores são-paulinos pareceram não ter se incomodado com o clima e foram com tudo para cima do Internacional, que somente se defendeu nos 28 minutos de partida.

Continua após a publicidade

Aos 29 minutos Toró protagonizou a primeira grande chance do São Paulo. Tuta descolou o cruzamento da direita, porém, o atacante não conseguiu alcançar a bola, que passou na frente do gol. No minuto seguinte foi a vez de Liziero receber na esquerda, cruzar rasteiro e ver a bola passar pela zaga, mas o goleiro Carlos Miguel fez a interceptação.

Já aos 36 minutos Igor Gomes quase deixou o dele. Em cobrança de falta, o camisa 10 tricolor contou com o desvio da barreira antes de a bola quase cair no gol. O Internacional só respondeu aos 45 minutos, com Bruno, que recebeu bom cruzamento na entrada da área e cabeceou no canto esquerdo do goleiro Júnior, mandando para fora.

Pênaltis

O São Paulo teve 100% de aproveitamento até a última cobrança antes das alternadas. Com a chance de classificação o Tricolor à decisão, Liziero, no entanto, bateu no meio do gol e viu Carlos Miguel fazer a defesa com os pés. Ainda assim, nas alternadas, os garotos de Cotia mantiveram os pés calibrados e contaram com um chute por cima do travessão de Córdova, do Internacional, para se classificarem graças a Toró, que bateu o pênalti decisivo logo em seguida e não desperdiçou.

Rodrigo, Igor Gomes, Oliveira, Tuta, Walce e Toró converteram as cobranças do Tricolor. Já o Internacional acabou sendo eliminado pelas cobranças desperdiçadas de Bruno Fuchs e Leandro Córdova.

Fonte: Estado de Minas


Comments are closed.