Tomás Andrade adiantou que não sabia português, mas deixou claro que busca alavancar a carreira Fonte: Marcos Vieira/E.M/D.A.Press

Próximo de ser oficializado como novo reforço do Atlético, o armador Tomás Andrade, que pertence ao River Plate, desembarcou na noite desta segunda-feira, no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, para fechar a negociação com o clube mineiro. O jogador, de 21 anos e que será a sétima contratação do Galo para a temporada, passará por exames médicos antes de assinar o vínculo.

Tomás Andrade chegou quase que despercebido em Confins e foi assediado por poucos torcedores. O argentino concedeu entrevista e posou para fotos no saguão de desembarque. A negociação com o Atlético é por empréstimo, sem custos para o clube mineiro, até o fim deste ano. O River Plate fixará valor para futura venda do meio-campista.

Continua após a publicidade

Antes de falar com os jornalistas, ele adiantou que não sabia nada de português. Ainda assim, foi solícito e demonstrou muita vontade de alavancar sua carreira no Atlético, já que estava fora dos planos no River Plate. ”Chego com muita vontade e estou muito feliz de estar aqui. Sempre sonhei com isso. Estou treinando bem, estou com muita vontade, isso é o mais importante. O que passou (fase sem chances no River), já está. Agora é pensar no que vem”, declarou.

”Venho primeiro com a intenção de somar para o time e depois de ter minutos (em campo), que é o que venho buscando”, acrescentou Tomás, que disse ter condições de jogar como meia de criação ou meia-atacante, pelos lados do campo. “Tanto faz. Pelos lados, pelo centro. Sempre joguei pela direita, pelo centro, pela esquerda, posso jogar onde o técnico quiser”.

A data da estreia ficará a cargo da comissão técnica. “Vamos ver como me encontro com meus companheiros. Ainda não fiz nenhum treinamento, vamos ver no decorrer da semana”.

Comparações com D’Alessandro

Em 2016, ano em que foi promovido ao profissional do River Plate, Tomás Andrade chegou a ser comparado a D’Alessandro. No desembarque em Belo Horizonte, ele demonstrou não gostar muito desse rótulo. “Já faz tempo que disseram isso, hoje estou mais maduro e passou esse tempo de comparação”.

Referências no Galo

O argentino disse que sempre acompanhou o Atlético pela passagem vitoriosa de Ronaldinho Gaúcho pelo clube. Mais recentemente, também gostava de ver jogos para observar o futebol de Robinho, que já não faz mais parte do elenco de Oswaldo de Oliveira.

Do elenco atual, ele diz ter mais informações acerca do venezuelano Otero e do meia equatoriano Cazares. “Conheço Otero e Cazares, de nome. Mas Cazares jogou contra o River e seguramente teremos contato em breve. Mas a ideia é poder falar com todos, aprender rapidamente o português, assim tudo será fácil”.

Superesportes


Comments are closed.