Neves foi um dos principais jogadores do Cruzeiro na conquista do pentacampeonato da Copa do Brasil Fonte: Alexandre Guzanshe/E.M/D.A.Press

O Cruzeiro terá obrigação de liberar Thiago Neves se a proposta do Al-Hilal alcançar 10 milhões de dólares (cerca de R$32 milhões). Conforme apurou o Superesportes, esse gatilho do contrato foi uma das exigências do jogador ao assinar vínculo com o clube até dezembro de 2019. Contudo, a expectativa na Toca da Raposa II é que o meia, que no início da semana declarou que sua história em Belo Horizonte está apenas começando, siga no elenco de Mano Menezes.

Dono de 17 gols e 14 assistências em 2017, além de uma série de premiações individuais pelo desempenho na temporada, Thiago Neves recebeu uma proposta do Al-Hilal, da Arábia Saudita. O documento oficial, com as condições da oferta, será entregue ao Cruzeiro nesta terça-feira pro seu agente, Leandro Lima. ”Estou indo para Belo Horizonte. Não posso falar nada antes de falar com o Cruzeiro. Tenho reunião agendada para amanhã com a diretoria. E não posso falar nada antes de conversar com o Cruzeiro. Não tenho autorização para falar mais nada”, declarou o representante de Thiago Neves à reportagem.

Continua após a publicidade

A possível permanência do meia no Cruzeiro pode até resultar em reajuste salarial. Embora Thiago Neves já tenha um dos maiores vencimentos da Toca da Raposa, o camisa 30 está em patamar inferior, por exemplo, ao recém-contratado Fred. A oferta do Al-Hilal, que de fato espera ter um de seus grandes ídolos de volta, pode ajudar o estafe de Neves a negociar condições ainda melhores do contrato, válido até dezembro de 2019.

Após a publicação da reportagem, a assessoria de comunicação do Cruzeiro informou que o salário de Thiago Neves não é inferior ao de Fred. O clube acrescentou ainda que no contrato do meia não há previsão de reajuste salarial em caso de propostas de transferência.

No entanto, durante a apresentação de Fred, foi o vice-presidente de futebol Itair Machado que confirmou o patamar salarial superior de Fred na Toca II. “Fred tem o salário mais alto, mas ele faz gol. Até a gente aqui se fizer mais gols na pelada, somos tratados diferente”.

História no Al-Hilal

Thiago Neves é um dos maiores ídolos da história do Al-Hilal. Em duas passagens pelo clube saudita, entre 2009 e 2011, e entre 2013 e 2015, o meia marcou 64 gols em 125 jogos, com média de 0,512 gol por apresentação. Segundo números disponibilizados por sua  assessoria, Neves ainda deu 31 assistências no período.

No Al-Hilal, Neves conquistou o Campeonato Saudita (2009/2010), a Copa do Rei (2014/2015) e a Copa do Vice-Rei (2009/2010). O meio-campista também foi vice-campeão da Liga dos Campeões da Ásia (2013/2014).

Superesportes


Comments are closed.