Novamente com casa cheia – mais de 22 mil ingressos foram vendidos antecipadamente -, o Cruzeiro volta ao Mineirão nesta quarta-feira, 24, para receber o Uberlândia, às 21h45, pela terceira rodada do Campeonato Mineiro. Em busca da segunda vitória na competição, depois de empatar sem gols com a Caldense, em Poços de Caldas, a Raposa terá a estreia do lateral-direito Edílson, contratado para resolver o problema da posição.

Porém, os torcedores estão preocupados com a possibilidade de saída de um de seus ídolos: o armador Thiago Neves, que tem proposta do Al-Hilal, da Arábia Saudita, onde já esteve em duas oportunidades.

Nesta quarta-feira, Leandro Lima, representante do camisa 30, deve se reunir com a diretoria celeste e apresentar a proposta oficial. O contrato de Thiago Neves com a Raposa vai até dezembro de 2019 e prevê a liberação do atleta em caso do pagamento da multa de US$ 10 milhões (cerca de R$ 33 milhões).
Para convencê-lo a ficar, os dirigentes cruzeirenses têm dois trunfos. O primeiro é o desejo do jogador de conquistar títulos importantes com a camisa azul, principalmente a Copa Libertadores, que ele ainda não tem no currículo. Outra, um aumento salarial, que poderia deixá-lo em patamar semelhante ao de Fred.
Entre os jogadores, o desejo é que Thiago Neves permaneça, exatamente como pensa a maioria dos torcedores. “Esta bronca é com o Itair (Machado, vice-presidente de futebol da Raposa). Eu, como profissional, jamais ia querer perder um jogador como ele. É o melhor armador do Brasil no momento. Foi muito difícil marcá-lo no ano passado e agora quero que esteja do meu lado. Além disso, é um jogador de grupo, um dos líderes e está totalmente ambientado”, afirma o recém-chegado Edílson.
O lateral não estreou antes por ter terminado a temporada passada depois da maioria dos companheiros, pois disputou o Mundial de Clubes com o Grêmio. Ainda que não esteja no nível considerado ideal, tanto técnica como fisicamente, Edílson não vê a hora de entrar em campo, principalmente depois da festa que viu a torcida fazer há uma semana.
“Minha principal preocupação será marcar, sair só na boa, pois estou sem ritmo e conhecendo meus companheiros agora, jogando. Vou procurar fazer o mais simples possível. Para minha felicidade, praticamente só eu estou mais sem ritmo, o restante já está bem e vai me ajudar a encurtar os espaços”, diz o lateral, que evita projetar quanto tempo suportará nesta partida. “Depende, às vezes a gente faz um gol no início e tem condição de jogar um pouco mais. Mas se o jogo for mais difícil e eu tiver de atacar mais, pode ser que não tenha condição de atuar tanto tempo. Vamos ver.”
Trocado pelo armador Alisson, além do empréstimo do armador Thonny Anderson, Edílson sabe que foi contratado para ser titular. Porém, ressalta a concorrência em todos os setores e sabe que precisará se desdobrar para corresponder à expectativa: “Estou feliz pelo Cruzeiro ter mantido uma base vencedora e buscado atletas de altíssimo nível. Por isso, não vejo carência na lateral do clube. O Ezequiel é de alto nível, o Romero deu conta do recado. São brigas sadias, não só na lateral, mas em todas as posições”.
Melhor ataque do Mineiro graças à goleada por 5 a 2 sobre o Tupi, em Juiz de Fora, o Uberlândia espera arrancar pelo menos o empate hoje, no Mineirão, para seguir em alta. Para tanto, o técnico Paulo Cezar Catanoce deve repetir o time da última partida. “Foi um resultado importante, não é fácil fazer cinco gols fora de casa em um adversário como o Tupi. Agora tem a sequência: Cruzeiro no Mineirão e o Villa Nova em casa. Estamos com os pés no chão, sabendo da responsabilidade. Vamos tentar tirar pontos do Cruzeiro e vencer o Villa para decolar na competição. É a sequência que pode classificar o Uberlândia”, afirma.
CRUZEIRO X UBERLÂNDIA
CRUZEIRO
Fábio; Edilson, Manoel, Murilo e Egídio; Henrique e Ariel Cabral; Thiago Neves, Robinho e Arrascaeta; Fred
Técnico: Mano Menezes
UBERLÂNDIA
Felipe; Cesinha, Bruno Costa, Ferron e Rafael Estevam; João Paulo, Daniel Pereira, Alê e Eliomar; Danilo Balla e Deivison
Técnico: Paulo Cezar Catanoce
Motivo: terceira rodada do Campeonato Mineiro
Local: Mineirão
Data: quarta-feira, 24 de janeiro de 2018
Horário: 21h45
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira
Assistentes: Sidmar dos Santos Meurer e Marcone Helbert Vieira
Superesportes

Comments are closed.