Elenco comemora com Capixaba 2º gol do Coelho no Horto; Aylon abriu o placar contra o Tupi Fonte: Juarez Rodrigues/E.M/D.A.Press

Os reforços contratados para 2018 mostraram que vieram para qualificar ainda mais o grupo do América, campeão da Série B do Brasileiro e destaque taticamente em diversos aspectos,  principalmente defensivamente, na temporada passada. Para este ano, o Coelho buscou boas opções para fortalecer o ataque e as novas peças já parecem jogar juntos há muito tempo, apesar do ‘incômodo’ do centroavante, que não conseguiu marcar gols em seus dois jogos até o momento.

O trio de ataque foi reformulado. Saíram Matheusinho, que se recupera de cirurgia para reconstrução do ligamento cruzado anterior do joelho direito, e Bill, que deixou o clube para jogar na Tailândia, e entraram Aylon e Rafael Moura. Dos três atacantes de 2017, Luan permaneceu e ainda procura o melhor entrosamento com os novos companheiros. Coincidentemente ou não, Capixaba entrou no seu lugar contra o Galo Carijó e anotou o tento que decretou o placar para o América.

Continua após a publicidade

Aylon estreou com gol e assistência contra o Patrocinense. Nessa quarta-feira, contra o Tupi, em sua terceira partida com a camisa americana, marcou mais uma vez. Rafael Moura atuou nesses mesmos jogos – primeira e terceira rodadas do Estadual – e ainda não conseguiu balançar as redes. Apesar do jejum ser bem pequeno, o centroavante revelou se incomodar com a falta de gols e que sabe que será cobrado por eles, mas ressaltou que está feliz se o time seguir vencendo.

“Foi muita luta, muita entrega, mas já começo a ficar incomodado. É a segunda partida que não faço gol. Centroavante sempre é cobrado por gols. Mas, se for da maneira que foi hoje, e o América sair vencedor, eu saio contente e feliz porque nesse início de temporada precisamos nos entregar um pouco mais na vontade e na luta. Ao longo do campeonato a gente consegue o resto”, disse o camisa 9, que destacou também a boa recepção do grupo aos recém-chegados, facilitando o entrosamento.

“Feliz pelo Aylon, pelo Capixaba, nós que estamos chegando encontramos um grupo muito forte e unido. Foi campeão ano passado. Tendo chegado há pouco tempo, é bacana já estarmos ambientados porque a recepção foi muito boa. Isso é importante”, comentou.

Destaque alviverde até o momento, Aylon foi na mesma linha do companheiro. “Tem que manter (o entrosamento). Já estou um pouco entrosado. O pessoal, desde que eu cheguei, tem me dado força e esse entrosamento facilitou. Fui privilegiado, dois gols e uma assistência em três jogos. Vou tentar manter essa média na sequência. É desgastante esse início, ainda mais com tão pouco tempo de preparação. Temos mais um jogo no sábado e vamos tentar recuperar porque vem outro jogo difícil”.

Superesportes


Comments are closed.