Um grave acidente com um micro-ônibus na BR-365 deixou duas pessoas mortas e várias outras feridas na tarde da última quarta-feira, 25. O veículo carregava funcionários de um frigorífico e saia de Uberlândia com destino a Buriti Alegre, no estado de Goiás.

O acidente ocorreu na altura do km 630, em frente ao condomínio Morada do Sol. De acordo com o relato de testemunhas, o micro-ônibus acabou derrapando na pista, se chocou com o guard rail do canteiro central e capotou. O impacto da batida foi tão forte que rachou parte do teto do veículo. Chovia bastante no momento do acidente.

O motorista do micro-ônibus, que sofreu apenas escoriações, relatou para a Polícia Rodoviária Federal (PRF) que perdeu o controle do veículo. De acordo com o Inspetor Ronaldo Bastos, a documentação do condutor estava em dia, enquanto que a do micro-ônibus será analisada. A perícia da Polícia Civil foi acionada e investigará as causas reais do acidente.

Continua após a publicidade

O veículo tinha 19 ocupantes, mais o motorista. Duas pessoas morreram no local e várias outras ficaram feridas. Algumas sofreram apenas escoriações e foram encaminhadas para as UAIs dos Bairros Planalto e Luizote.

Seis trabalhadores não se feriram e dispensaram atendimento médico. Por conta da grande quantidade de vítimas, o Corpo de Bombeiros contou com a ajuda de ambulâncias da prefeitura para auxiliar no transporte dos feridos.

Já as vítimas que necessitavam de maiores cuidados foram encaminhadas para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU). Duas delas se encontram em estado grave. Uma teve a perna amputada no acidente, enquanto que a outra sofreu traumatismo craniano grave.

Horas mais tarde, o Tenente Augusto, do Corpo de Bombeiros, relatou que a maior parte dos passageiros não utilizava o cinto de segurança no momento do acidente.

“A maioria (dos passageiros) encontrava-se sem cinto de segurança, um ou outro apenas que informou estar utilizando o cinto. É um agravante na situação do acidente, uma vez que acabou projetando as vítimas pra fora do veículo. Se esses passageiros estivessem com o cinto de segurança, talvez poderiam manter sua integridade física”, disse.

Informações: Camila Rabelo, Léo Carvalho e Bruno Rocha


Comments are closed.