Com o aumento da incidência de febre amarela no interior do Estado, o governo de Minas ampliou o número de cidades em situação de emergência. Mais 68 municípios foram incluídos na lista, totalizando 162 cidades em situação de emergência. A medida tem vigência de 180 dias.

O decreto de emergência tem o objetivo de agilizar a adoção de medidas para o enfrentamento da doença. Com isso, o governo mineiro pode adquirir insumos e materiais para combater a febre amarela sem a necessidade de licitar os produtos.

A emergência abrange as unidades regionais de saúde de Belo Horizonte, Itabira, Ponte Nova, Barbacena e Juiz de Fora – as duas últimas incluídas a partir do novo decreto.

Continua após a publicidade

De julho de 2017 para cá foram confirmadas 25 mortes decorrentes da febre amarela em Minas. Além disso, 47 pessoas contraíram a doença e outros 99 casos estão sob investigação.


Comments are closed.