O início do Cruzeiro em 2018 gera expectativa. Não só pelos reforços pontuais contratados para o time campeão da Copa do Brasil em 2017 ou pelas exibições consistentes, especialmente na primeira e terceira rodadas do Campeonato Mineiro. Nas arquibancadas, os torcedores compraram o projeto da diretoria liderada pelo presidente Wagner Pires de Sá. Nos dois jogos como mandante, o clube celeste já colocou 67.726 pessoas no Mineirão.

No confronto contra o Tupi, pela primeira rodada, 42.484 torcedores compareceram ao estádio e acompanharam as reestreias de Fred e Egídio. O Cruzeiro ganhou por 2 a 0, gols de Robinho e Rafinha. Já diante do Uberlândia, pela terceira rodada, 25.242 espectadores estiveram nas dependências do Gigante da Pampulha. A Raposa marcou com Rafael Estevam (contra), Thiago Neves e Rafinha (2), goleando por 4 a 0.

Esse número (67.726) é maior do que a soma de todos os públicos das outras 16 partidas já disputadas neste Estadual. Excluindo os dois jogos do Cruzeiro como mandante, 63.928* torcedores assistiram aos demais duelos do Campeonato Mineiro – 19.885 na primeira rodada, 31.217 na segunda rodada e 12.826 na terceira rodada.

Continua após a publicidade

A diferença entre os dois públicos da Raposa no Mineirão e os outros 16 jogos ainda é de 3.798 pessoas. É importante destacar que o Atlético, arqurrival do Cruzeiro, mandou apenas um compromisso em casa.

Ações impulsionam torcida

Além da empolgação dos torcedores com o 2018 do Cruzeiro, a mudança na forma de pensar o espetáculo explica a grande quantidade de espectadores nos dois primeiros jogos em casa na temporada. Vice-presidente executivo, Marco Antônio Lage foi contratado justamente para coordenar essa reformulação. Ele já promoveu apresentação do elenco, na estreia da temporada, e festas com shows na Esplanada do Mineirão.
Os bons números de público também refletem no crescimento de sócios para o Cruzeiro. O clube começou o ano com cerca de 64 mil associados e hoje já está na casa dos 69 mil. Vice-presidente de futebol da Raposa, Itair Machado já prometeu, inclusive, “um dos maiores reforços da história” da equipe se a marca bater os 100 mil sócios do futebol este ano.
Veja os números deste Estadual:
– 63.928 soma máxima* do público de 16 jogos outros jogos do Mineiro
– 67.726 soma dos dois públicos do Cruzeiro
1ª rodada (19.885, sem incluir o jogo do Cruzeiro)
America x Patrocinense – 3.624
Tombense x Villa – 855
Democrata x Caldense – 4.145
Uberlândia x URT – 8.024
Boa x Atlético – 3.237

Cruzeiro x Tupi – 42.484
2ª rodada (31.217)
Tupi x Uberlândia – 928
Caldense x Cruzeiro – 4.431
Villa x Boa – 875
Patrocinense x Tombense – 1.650
Atlético x Democrata – 20.216
URT x América – 3.117
3ª rodada (12.826*, sem incluir o jogo do Cruzeiro)
América x Tupi – 3.143
Boa x Democrata – 686
Caldense x Tombense – 1.784
Patrocinense x URT – 2.813
Cruzeiro x Uberlândia – 25.242
Villa Nova x Atlético – 4.400 (público não foi divulgado até o fechamento desta reportagem, mas o número utilizado na reportagem representa a carga máxima de ingressos colocados à venda para a partida)*
Superesportes

Comments are closed.