Dados divulgados nessa sexta-feira (26) pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) apontam uma redução nos crimes contra o patrimônio em Minas Gerais. De janeiro a novembro do ano passado foram registrados 104,4 mil roubos em todo Estado. O número representa uma redução de 13,1% em comparação com o mesmo período de 2016, quando ocorreram 120,2 mil crimes desse tipo no Estado.

Também em queda, as extorsões tiveram uma redução de 35,7% de janeiro a novembro de 2017, quando foram registrados 1.065 casos em Minas. Em 2016, foram 1.656 ocorrências. Além desses índices, também registrou queda no Estado, o número de furtos, que caiu 3,7%, e extorsões mediante a sequestro, que caiu 33,7%.

Para o major Flávio Santiago, chefe da Sala de Imprensa da Polícia Militar (PM), a diminuição é fruto de trabalho de integração. Segundo ele, os índices são uma conquista, uma vez que os dados vinham em ascensão nos últimos seis anos. “Mesmo diante das fragilidade legais, onde infratores retornam rapidamente para as ruas, estamos trabalhando na questão do geoprocessamento e na rearticulação de nossas ações. Temos o projetos importantes, como o aumento do número de polícias nas ruas e as bases de segurança móvel, em que temos ganhado proximidade com a população”, destacou.

Continua após a publicidade

Interior. No interior de Minas, entre as 16 cidades com monitoramento da Secretaria de Segurança Pública, por meio do Observatório de Segurança Pública Cidadã, 12 apresentaram quedas nos crimes. Outras quatro, no entanto, tiveram alta nas ocorrências de roubo consumado – Nova Serrana, na região Centro-Oeste; Uberlândia, no Triângulo; Varginha, no Sul; e Ribeirão das Neves, na região metropolitana.

De acordo o major Santiago, apesar de esses municípios não terem acompanhado a redução da violência, a tendência é que esse quadro seja revertido.


Comments are closed.