A irresponsabilidade de usuários de cerol fez mais uma vítima fatal em Belo Horizonte, na noite do último sábado (27). Um homem de 44 anos anos morreu após ter o pescoço cortado com uma linha de pipa com cerol, enquanto conduzia sua motocicleta no Anel Rodoviário, na altura do bairro Vila Suzana, na região da Pampulha. A vítima estava acompanhada da sua mulher, de 49 anos, que não se feriu, e conduzia o veículo em direção a sua residência.

De acordo com a Polícia Militar, a mulher de José Moreira de Souza contou que, ao passar com a motocicleta pelo o viaduto da Cristiano Machado, o marido deu um grito e colocou a mão no pescoço. Quando ele parou o veículo, ela viu o corte profundo no pescoço dele.

Um motorista que trafegava logo atrás parou o carro para ajudar a vítima. Ele contou que uma pessoa, não identificada, passou pelo acidente e recolheu a linha com cerol. O homem chegou a acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas, quando a equipe chegou, Souza já estava morto.


Comments are closed.