Os motoristas mineiros que desejam ter a carteira de habilitação em formato digital já podem solicitar, a partir desta quinta-feira (1), o documento gratuitamente no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). O condutor terá acesso à CNH por meio de um aplicativo de celular e ela terá o mesmo valor que o documento impresso. Inicialmente, a retirada da CNH digital não é obrigatória. A emissão obrigatória em todo o país foi adiada para o dia 1º de julho deste ano.

A CNH digital só pode ser solicitada pelos motoristas que já possuem o documento em papel com código de barras bidimensional, ou seja, com QR Code. O item de segurança foi implantado nas CNHs de papel desde maio do ano passado. Ou seja, quem tirou habilitação ou fez a renovação da carteira no último ano, já tem o novo código. Quem não tem, pode solicitar o código pedindo uma segunda via da CNH ou aguardar a renovação da carteira, se o documento estiver próximo ao vencimento.

“Da nossa população de condutores de cerca de 6,6 milhões, cerca de 1,2 milhão já tem o novo modelo da CNH. Não precisa ninguém correr porque não é obrigatório. Quando for renovando a sua CNH virá com QR Code sem nenhum custo. Aí cadastra os seus dados e terá no celular mais esse documento”, explica o coordenador de administração de trânsito do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG), o delegado José Marcelo de Paula Loureiro.

Continua após a publicidade

A CNH digital será acessada por meio de aplicativo instalado no celular do condutor. O aplicativo CNH Digital já está disponível para download no Google play e na Apple Store. É importante que os dados do condutor estejam atualizados no site do Detran, principalmente o e-mail e o telefone celular. Somente um aparelho pode estar conectado aos dados do condutor. Para visualizar a CNH no aplicativo é preciso ter uma senha pessoal de quatro dígitos e todos os dados do motorista são assinados digitalmente. Apenas no primeiro acesso haverá a necessidade de conexão com internet.

Os demais acessos podem ser feitos offline. Para o delegado José Loureiro, se houver problema com o celular, motorista é multado da mesma forma.

“Se na hora da blitz seu celular estiver sem bateria ou quebrado, não adianta falar que a CNH está dentro dele, não. A CNH é um documento de porte obrigatório, seja ela digital ou física. Se não conseguir acessar, é três pontos na carteira, multa e apreensão do veículo”, afirmou.

A apresentação da CNH é obrigatória, seja impressa ou digital. A falta do documento acarreta multa de R$ 88,38 além de três pontos na carteira e a retenção e veículo. O motorista pode consultar todos os trâmites da nova medida no site www.detran.mg.gov.br.


Comments are closed.