Um policial civil causou momentos de tensão na sede da Record TV, no bairro Floresta, região Leste de Belo Horizonte, na manhã desta quarta-feira (31), ao entrar na emissora com uma arma. O homem teria ido à emissora para sugerir uma pauta, mas, na conversa com o porteiro, disse que tinha sido preso injustamente.

Depois disso, o homem colocou uma arma na própria cabeça e disse que se mataria. Ele falou que não faria nada com o porteiro. A ação mobilizou agentes da Polícia Militar e da Polícia Civil. O homem saiu do prédio acompanhando de policiais civis da Corregedoria.

A emissora disse que não vai se pronunciar sobre o caso, já a Polícia Civil vai encaminhar uma nota sobre o assunto.

Continua após a publicidade

Fonte: O Tempo


Comments are closed.