Animais foram recolhidos e encaminhados para o Centro de Zoonoses da cidade
(foto: Polícia Militar do Meio Ambiente/Divulgação)

A prática de abandono de animais, que configura crime ambiental, levou um homem de 39 anos ser detido em Piumhi, na Região Centro-Oeste de Minas Gerais. Ele foi flagrado por moradores da cidade deixando cinco filhotes de cachorro em uma rua da cidade. A Polícia Militar do Meio Ambiente foi acionada e os policiais conseguiram chegar até o suspeito com as características passadas. Ele foi autuado e teve que pagar multa de R$ 6.279,62. Os cães foram levados para o Centro de Zoonoses da cidade.

O caso aconteceu na última terça-feira. De acordo com o sargento Ítalo Flávio Araújo Gonçalves, da Polícia Militar de Meio Ambiente de Piumhi, moradores flagraram o momento em que o homem abandonou os cães. “Recebemos a solicitação de uma testemunha que avistou o motorista de um carro que parou próximo a um lote vago na saída para a zona rural e deixou uma caixa com cinco filhotes com cães de raça cruzada”, explicou.

Publicidade

Os detalhes passados pela testemunha foi essencial para a PM chegar até o homem. “Ela anotou a placa do veículo. Conseguimos encontrar com o denunciado. Ele confirmou que fez a soltura dos cães e disse que não tinha condições de cuidar dos filhotes”, afirmou o sargento Gonçalves.

Os animais foram resgatados pelos policiais e encaminhados para o Centro de Zoonoses para tratamento. Depois, segundo a PM, serão doados. “Ele cometeu a prática de maus tratos, que está prevista nos termos da lei estadual nº 22.231/16 que constitui crime pela lei especial de crimes ambientais nº 9.605/98. Ele foi levado para o batalhão onde assinou um termo circunstânciado de ocorrência se comprometendo a ir em audiência na Justiça. Além disso, teve que pagar R$ 6.279,62 de multa”, comentou. De acordo com o sargento, o homem pode responder na esfera cível, penal e administrativa.

O militar ressalta que a participação da população é essencial para a prisão por estes crimes. “É a primeira vez que conseguimos chegar no autor. Aqui na cidade tem muito abandono de animais. A maior dificuldade é na identificação. O denunciante deve oferecer subsídios e o maior número de detalhes para conseguirmos chegar até a essas pessoas”, indicou.

Fonte: Estado de Minas