Palmeiras vence Santos no Campeonato Paulista

Foto: Divulgação

O Palmeiras superou seu primeiro grande teste no Campeonato Paulista. Depois de vencer apenas adversários medianos nas quatro primeiras rodadas (Bragantino, Red Bull Brasil, Botafogo e Santo André), a equipe de Roger Machado ganhou seu primeiro clássico, diante do Santos, na tarde deste domingo, no Allianz Parque, por 2 a 1. Os gols foram marcados pelo zagueiro Antonio Carlos e pelo colombiano Miguel Borja; Renato descontou.

Diante de um rival organizado, a equipe alviverde correu poucos riscos e continua invicto com 100% de aproveitamento na liderança absoluta do Grupo C. A partida recebeu o melhor público do Allianz Parque na temporada, com mais de 37 mil ingressos vendidos.

No reencontro de Lucas Lima com o Santos, em seu primeiro clássico pelo Palmeiras, o meio-campista teve boa atuação e participou do lance do primeiro gol, após cobrança de escanteio. Com personalidade, conduziu o Palmeiras como se vestisse a camisa 10 há anos.

O início do Palmeiras foi avassalador. Aos 2 minutos, na segunda cobrança de escanteio, o zagueiro Antonio Carlos ganhou de David Braz, cabeceou bem e fez o primeiro gol. Quatro minutos depois, Lucas Lima cobrou falta direto para o gol e acertou a trave.

Os erros de passe do Palmeiras, principalmente na saída de bola, recolocaram o Santos na partida. Com um jogo simples, movimentação dos meias e passes corretos, o time conseguiu manter a posse de bola, saiu das cordas em que se encontrava no início do jogo e conseguiu boas chances. Sempre na bola parada. Mesmo com 1,73m, o atacante Eduardo Sasha ganhou dos zagueiros e exigiu grande defesa de Jailson. O goleiro justificou o fato de ter um dos aplaudidos pela torcida no início da partida.

Sem a velocidade e o dinamismo dos primeiros minutos, o Palmeiras teve dificuldade para manter o ritmo forte. O ritmo caiu. O Santos encontrou um jeito de bloquear os avanços de Marcos Rocha pela direita e as chances de gol rarearam. Depois da blitz inicial, com um gol e uma bola na trave, o Palmeiras só conseguiu finalizar com perigo com Borja, perto dos 40 minutos.

O segundo tempo começou exatamente como o primeiro: o Palmeiras inflamado diante de um Santos perdido e de olhos arregalados. Aos 4 minutos, em uma jogada toda sua, Miguel Borja finalizou de fora da área e fez 2 a 0, colocando o ímpeto palmeirense estampado no placar. Foi seu segundo gol no torneio.

A exemplo do que havia acontecido no início do jogo, o Santos demora para se levantar. Perto dos 20 minutos, o lateral Daniel Guedes cobra escanteio, Renato desvia e Marcos Rocha afasta. Mesmo com a bola saindo pela linha de fundo, o lance continua, e Guedes cruza de novo. Renato desvia de cabeça e diminui o placar: 2 a 1.

O Santos se entusiasmou para buscar o ataque. Novamente, o caminho eram as bolas cruzadas na área. Pela primeira vez no jogo, o estádio viveu momentos de tensão, principalmente nos escanteios. O Palmeiras conseguiu manter o controle do jogo graças às inúmeras opções no banco. Entraram Keno, Bruno Henrique e, aos 40 minutos, Gustavo Scarpa fez sua estreia. O Palmeiras continua 100%, enquanto o Santos estacionou nos sete pontos na liderança do Grupo D do Paulistão.

Superesportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nas rodovias de Minas, 43 km concentram 1.071 acidentes

Flamengo vence Nova Iguaçu com gol nos acréscimos e pega o Botafogo nas semifinais