Jovem usa farda da PM como fantasia em festa de Carnaval e é presa

Uniforme tinha insígnias de tenente-coronel

Policiais de Juiz de Fora, na Zona da Mata, prenderam uma jovem de 20 anos que foi flagrada vestindo farda e quepe da Polícia Militar (PM) durante um evento de Carnaval, na última terça-feira (6).

De acordo com a corporação, a mulher estava em um bar na rua Roberto de Barros, no centro da cidade, bebendo com amigos. Ela usava um uniforme que tinha insígnias de tenente-coronel, uma das patentes mais altas da corporação.

Ao ser questionada pelos policiais sobre a procedência da farda, a jovem disse que pegou o conjunto emprestado de um conhecido. No entanto, ela não revelou a identidade do dono do uniforme. Testemunhas disseram que a mulher, embriagada, se irritou com a abordagem e começou a tirar a roupa no meio da rua.

A situação foi controlada com uma conversa entre as partes e a mulher vestiu uma camisa no lugar da farda. Ela seguiu com os policiais para a delegacia da cidade e agora deve responder por desacato e uso indevido de uniforme militar.

A PM de Juiz de Fora informou que a Polícia Civil vai investigar o caso para descobrir se a farda usada pela jovem era mesmo legítima e se foi roubada de algum policial de Juiz de Fora ou emprestada indevidamente. A corporação também acredita que o uniforme pode ser uma cópia fidedigna adquirida por encomenda na própria cidade ou pela internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Histórias sobre outro lado da folia

Homem é morto e arrastado para linha do trem no bairro Vista Alegre