Polícias usarão drones para monitorar rodovias de Minas

Pela primeira vez, em caráter experimental, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar Rodoviária de Minas Gerais (PMRv) vão usar drones para monitorar as estradas nas operações de Carnaval. A intenção é que os equipamentos ajudem na fiscalização, monitorando ultrapassagens indevidas e extensão de congestionamentos, e na prevenção de acidentes.

“Ele faz praticamente o mesmo serviço que uma aeronave, mas é mais ágil, de fácil manuseio e custo baixo”, explicou o chefe do Núcleo de Comunicação Social da PRF, inspetor Aristides Júnior. Sem detalhar investimento, número de drones e rodovias onde eles serão usados durante a folia, o policial explicou que, a princípio, o experimento será em estradas da região metropolitana de Belo Horizonte.

O drone é capaz de voar por até 25 minutos, pode fotografar e filmar e será operado por um policial. “Neste ano, além do fluxo de saída do Estado, temos o fluxo de chegada, devido ao Carnaval de Belo Horizonte. Sempre pedimos que os motoristas tenham consciência e responsabilidade nas estradas. Nesta operação vamos contar com cerca de 950 policiais, em escalas de revezamento, 150 etilômetros e 22 radares”, frisou Júnior.

Também sem detalhar a operação, o tenente Pedro Henrique Barreiros, da PMRv, afirmou que o drone vai auxiliar também os policiais que estarão nas vias em viaturas e motocicletas. “Se o drone flagrar, por exemplo, uma ultrapassagem indevida, o policial que está operando o equipamento pode passar a informação para uma equipe policial que esteja mais próximo ao veículo em questão para uma abordagem”, disse.

Aeronave. Uma parceria entre a PRF e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, vai garantir uma aeronave para a operação de Carnaval. O veículo funcionará como uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) móvel para atender as vítimas de acidentes.

A aeronave vai cobrir as BRs 381, 040 e 262, até Governador Valadares, na região do Rio Doce.

Movimentação

Rodoviária. Cerca de 337 mil pessoas devem passar pela rodoviária, no centro de Belo Horizonte, até 19 de fevereiro, 8% a mais do que em 2017.

Aeroporto. A estimativa é que 160,2 mil pessoas passem pelo aeroporto de Confins até o dia 14, cerca de 18% a mais do que em 2017.

 

Estradas têm trechos com problemas 

Quem vai viajar neste Carnaval deve ficar atento: em 28 trechos de rodovias estaduais há ocorrências em função da chuva, e algumas estradas federais estão interditadas.

Segundo o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DEER-MG), o tráfego funciona em meia pista devido à erosão em dois trechos da MG–342, no Vale do Mucuri, entre Frei Gaspar e Teófilo Otoni. O tráfego também funciona em meia pista na MG–326, entre Ponte Nova e Barra Longa, na Zona da Mata.

Entre as rodovias federais, trechos da BR–381Norte passam por obras de duplicação; a BR–116, em Muriaé, na Zona da Mata, está parcialmente interditada para reparo de problemas causados pela chuva; e a BR–464 está interditada entre Delfinópolis e São João Batista da Glória, na região Sul de Minas. (Rafaela Mansur)

O que abre e fecha em BH

Saúde. As Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) funcionam 24 horas por dia, todos os dias. Os centros de saúde funcionam com equipe de plantão nos dias 10 e 11, no dia 12 abrem normalmente das 7h às 17h, no dia 13 não funcionam, e no dia 14, abrem a partir das 13h.

BH Resolve. Não funciona do dia 10 ao 14.

Lazer. O zoológico não abre no dia 12. Nos demais dias, funciona das 8h às 17h.

Minientrevista

Alexandre Lucas

Subsecretário de Proteção e Defesa Civil de Belo Horizonte

Houve trabalho da Defesa Civil com a organização do Carnaval para evitar que blocos percorram áreas de risco? Todos os palcos e itinerários foram estudados de forma a evitar ao máximo o risco dos foliões. Por exemplo, as árvores nos itinerários dos trios elétricos foram podadas e, em relação à chuva, pedimos para tirar o palco da avenida Vilarinho.

Que pontos devem ser evitados? Todos os 80 pontos de inundação da cidade estão sinalizados, é importante ficar atento às placas. Nossas redes sociais irão mostrar os alertas.

Quais são as orientações? Se ventar muito, evitar locais com árvores altas e com grandes copas. Se for pancada com muitos raios, não deve ficar debaixo de árvore e perto de postes de ferro. Se for tempestade muito grande, evitar locais onde há enxurradas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comunidade aprova novo projeto urbanístico para Bento Rodrigues

Publicado edital para concurso de Delegado da Polícia Civil de Minas Gerais