Polícias usarão drones para monitorar rodovias de Minas

Pela primeira vez, em caráter experimental, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar Rodoviária de Minas Gerais (PMRv) vão usar drones para monitorar as estradas nas operações de Carnaval. A intenção é que os equipamentos ajudem na fiscalização, monitorando ultrapassagens indevidas e extensão de congestionamentos, e na prevenção de acidentes.

“Ele faz praticamente o mesmo serviço que uma aeronave, mas é mais ágil, de fácil manuseio e custo baixo”, explicou o chefe do Núcleo de Comunicação Social da PRF, inspetor Aristides Júnior. Sem detalhar investimento, número de drones e rodovias onde eles serão usados durante a folia, o policial explicou que, a princípio, o experimento será em estradas da região metropolitana de Belo Horizonte.

O drone é capaz de voar por até 25 minutos, pode fotografar e filmar e será operado por um policial. “Neste ano, além do fluxo de saída do Estado, temos o fluxo de chegada, devido ao Carnaval de Belo Horizonte. Sempre pedimos que os motoristas tenham consciência e responsabilidade nas estradas. Nesta operação vamos contar com cerca de 950 policiais, em escalas de revezamento, 150 etilômetros e 22 radares”, frisou Júnior.

Também sem detalhar a operação, o tenente Pedro Henrique Barreiros, da PMRv, afirmou que o drone vai auxiliar também os policiais que estarão nas vias em viaturas e motocicletas. “Se o drone flagrar, por exemplo, uma ultrapassagem indevida, o policial que está operando o equipamento pode passar a informação para uma equipe policial que esteja mais próximo ao veículo em questão para uma abordagem”, disse.

Aeronave. Uma parceria entre a PRF e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, vai garantir uma aeronave para a operação de Carnaval. O veículo funcionará como uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) móvel para atender as vítimas de acidentes.

A aeronave vai cobrir as BRs 381, 040 e 262, até Governador Valadares, na região do Rio Doce.

Movimentação

Rodoviária. Cerca de 337 mil pessoas devem passar pela rodoviária, no centro de Belo Horizonte, até 19 de fevereiro, 8% a mais do que em 2017.

Aeroporto. A estimativa é que 160,2 mil pessoas passem pelo aeroporto de Confins até o dia 14, cerca de 18% a mais do que em 2017.

 

Estradas têm trechos com problemas 

Quem vai viajar neste Carnaval deve ficar atento: em 28 trechos de rodovias estaduais há ocorrências em função da chuva, e algumas estradas federais estão interditadas.

Segundo o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DEER-MG), o tráfego funciona em meia pista devido à erosão em dois trechos da MG–342, no Vale do Mucuri, entre Frei Gaspar e Teófilo Otoni. O tráfego também funciona em meia pista na MG–326, entre Ponte Nova e Barra Longa, na Zona da Mata.

Entre as rodovias federais, trechos da BR–381Norte passam por obras de duplicação; a BR–116, em Muriaé, na Zona da Mata, está parcialmente interditada para reparo de problemas causados pela chuva; e a BR–464 está interditada entre Delfinópolis e São João Batista da Glória, na região Sul de Minas. (Rafaela Mansur)

O que abre e fecha em BH

Saúde. As Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) funcionam 24 horas por dia, todos os dias. Os centros de saúde funcionam com equipe de plantão nos dias 10 e 11, no dia 12 abrem normalmente das 7h às 17h, no dia 13 não funcionam, e no dia 14, abrem a partir das 13h.

BH Resolve. Não funciona do dia 10 ao 14.

Lazer. O zoológico não abre no dia 12. Nos demais dias, funciona das 8h às 17h.

Minientrevista

Alexandre Lucas

Subsecretário de Proteção e Defesa Civil de Belo Horizonte

Houve trabalho da Defesa Civil com a organização do Carnaval para evitar que blocos percorram áreas de risco? Todos os palcos e itinerários foram estudados de forma a evitar ao máximo o risco dos foliões. Por exemplo, as árvores nos itinerários dos trios elétricos foram podadas e, em relação à chuva, pedimos para tirar o palco da avenida Vilarinho.

Que pontos devem ser evitados? Todos os 80 pontos de inundação da cidade estão sinalizados, é importante ficar atento às placas. Nossas redes sociais irão mostrar os alertas.

Quais são as orientações? Se ventar muito, evitar locais com árvores altas e com grandes copas. Se for pancada com muitos raios, não deve ficar debaixo de árvore e perto de postes de ferro. Se for tempestade muito grande, evitar locais onde há enxurradas.

Comunidade aprova novo projeto urbanístico para Bento Rodrigues

Publicado edital para concurso de Delegado da Polícia Civil de Minas Gerais