Um agente penitenciário foi preso, nesta segunda-feira (11), por volta de 20h, durante uma confusão no Carnaval de Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar, o agente de 42 anos estava com som alto na avenida Altamiro Avelino Soares, no bairro Castelo, na Pampulha, quando foi abordado por militares que disseram que ele não tinha alvará para de funcionamento. Ele estava próximo ao desfile do bloco Baianeiros.

Quando os militares foram abordar o agente, perceberam que ele estava armado. O homem resistiu a abordagem dizendo que era da “praça”, como se fosse policial militar. Os policiais disseram que primeiro o abordariam, garantiriam a segurança dos foliões e depois verificariam se ele era da área de segurança.

Durante a abordagem quatro familiares, uma mulher e três homens, do agente começaram a intervir na ação policial e puxá-lo. Como não conseguiram começaram a agredir os policiais com pedras e latas de cerveja. Um dos policiais foi atingido pelos objetos, mas não ficou ferido.

Os militares relataram ainda que os familiares do agente incitaram outras pessoas que estavam na folia a agredirem os policiais. Segundo a polícia, foi preciso usar spray de pimenta para conter a confusão. O agente e os familiares foram presos e a arma apreendida. Após a prisão, outros familiares dos detidos disseram que iriam até o batalhão tirar os presos. O policiamento precisou ser reforçado.

CCAA Capinópolis

Os detidos foram encaminhados para a Central de Flagrantes 4 e a arma do agente apreendida.  A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) informou que o agente estava fora do horário de trabalho e que vai aguardar as investigações da Polícia Civil para tomar as providências cabíveis.

 

Ouça o podcast do Tudo Em Dia:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui