Carnaval de BH teve redução de 40% de crimes violentos, diz PM

A Polícia Militar comemora a tranquilidade do Carnaval de Belo Horizonte e afirma que houve redução de 40% nas ocorrências de crimes violentos no período em relação ao ano passado. Em entrevista à radio Super Notícia, na manhã desta quarta-feira (14), o major Flávio Santiago, chefe da assessoria de imprensa da corporação, ressaltou as estratégias utilizadas e o trabalho conjunto das forças de segurança do Estado e do município.

“Houve uma redução, aqui em Belo Horizonte, de quase 40% nos crimes violentos. Repito, uma redução histórica. Valendo-se, inclusive, no aumento da população flutuante. É claro que (é um dado) ainda a ser confirmado e chancelado, mas empiricamente já podemos atestar esta questão. Foi um trabalho árduo, complementado e assessorado pelas diversas forças do Estado, como também do município”, disse.

Para ele, o trabalho diferenciado vai ser reconhecido no Brasil como um todo. “Conseguimos mitigar ações pontuais, pequenas brigas e, consequentemente, fazer com que não tivéssemos aquele efeito manada. Isso, falando-se de grupos, de blocos de meio milhão de pessoas. Provamos aqui que a segurança pública em Minas Gerais é exemplo para o Brasil. Isso, para nós, é motivo de muita alegria”, comemorou.

Para o próximo ano, caso o Carnaval de Belo Horizonte cresça ainda mais e receba mais do que os 3,5 milhões de foliões de 2018, a Polícia Militar já sabe que terá novos desafios para que a festa aconteça. O compromisso, no entanto, é continuar trabalhando para evitar que os crimes e/ou a violência aumentem.

“O desafio, talvez, seja regionalizar mais. A gente precisa desconcentrar um pouco os blocos da área central. Acredito que com este crescimento, até por linhas de acesso, grandes corredores…”, pontuou Santiago.

Para assistir a entrevista na íntegra, clique abaixo: 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ambulância da Prefeitura, com documento atrasado, se envolve em acidente em Araguari

Assaltantes violentos invadem casa e família vive momentos de terror em Uberlândia