Ano letivo começa para 9 mil alunos da rede municipal

O ano letivo para aproximadamente 9 mil alunos da rede municipal de ensino, inicia nesta sexta-feira, 16. Seis entre vinte escolas passaram por algum tipo de melhoria e conservação. Merecem destaque o aumento de vagas para a educação infantil e a criação de um anexo para mais de 200 vagas na Creche conveniada Miriã.

A Secretária de Educação da Prefeitura de Ituiutaba, Professora Edmar Franco Borges Paranaíba, esteve em quase todas as escolas e creches, chegando e inspecionando as instalações. Na entrevista a seguir, ela fala sobre matrículas, vagas na educação infantil, creches, merenda, contratação de professores do concurso e processo seletivo, do transporte escolar e da cozinha central. Através da cozinha central, anexo a Escola Machado de Assis, saem por ano 2.690.110 refeições para os 200 dias letivo das escolas municipais. Confira a entrevista:

O início do ano letivo?

Edmar – Desde setembro de 2017 estamos nos preparando para o início do ano letivo de 2018. Fizemos licitação para aquisição de itens para a merenda, reuniões onde discutimos e analisamos o planejamento escolar, passando orientações a professores e diretores. É muito importante estar preparado para o acolhimento dos alunos. Estaremos retornando nos próximos dias, conferindo a volta as aulas. Acompanhamos nesta quinta-feira, 15, as atividades no anexo II da Creche Miriã, conveniada da Prefeitura. Acreditamos ter atendido a contento toda a procura por vaga nas escolas, usando como base o zoneamento, mesmo sabendo que muitos pais suas preferências por outras escolas. Ao deixar de atender o ensino médio, o nosso foco principal é em atender a demanda na educação infantil (criança de 04 a 05 anos). Acreditamos ter universalizado essa demanda. Em relação as creches, ampliamos dentro algumas escolas, atendendo crianças de 03 anos, além da parceria com a creche Miriã para o aumento de cerca de 200 vagas de 0 a 3 anos. O atendimento nas creches será feito de forma gradativa. Estamos acreditando numa publicação de novo edital para os próximos dias, prevendo a conclusão e término de no mínimo mais duas creches.

 

A merenda escolar?

Edmar – Desde setembro de 2017, estamos nos preparando para o ano letivo de 2018. Realizamos licitação para aquisição de material escolar, matéria suprimento e limpeza para as escolas e a própria merenda escolar está garantida para este ano. A merenda é uma prioridade nossa. O aluno desde o primeiro dia de aula tem que ter direito a essa alimentação de boa qualidade nutritiva. Como parte do plano de aprimoramento e para atender as exigências do Fundo Nacional para o Desenvolvimento da Educação, FNDE, capacitamos cerca de 170 merendeiros e merendeiras. Neste início de ano, realizamos com a presença do Conselho a nossa prestação de conta da merenda escolar.

 

Condições das instalações das escolas?

Edmar – Em 2017 foi difícil algumas obras que precisávamos. Agora em 2018, antes do ano letivo, conseguimos realizar algumas melhorias nas escolas Clorinda Junqueira, Rosa Tahan, Maria Floripes (creche no bairro Canaã), Salim Bittar, Nadime Derze e Lorena na Vila Miisa. Está em andamento melhorias na Camilo Chaves e Cime Sara Feres.

 

Novos professores?

Edmar – Desde o início do segundo semestre de 2017, começamos a chamar professores do concurso público para o preenchimento de várias vagas. Agora, para este início do ano, como o processo seletivo de 2015 foi prorrogado, trabalhando com ele.

 

Transporte escolar?

Edmar –O transporte escolar, cerca de oitenta veículos entre vans e ônibus está organizado, vistoriado e preparados para o inicio das aulas. Para este ano, os alunos que usam o transporte no período noturno, pedimos que fizessem o cadastro para uma melhor organização e ninguém deixar de ser atendido. Também fizemos o zoneamento com alunos oriundos da zona rural para estudar na cidade. Por exemplo, alunos da região das sete placas, procurar atende-los na Escola Machado de Assis, Rosa Tahan, Polivalente.

 

Cozinha Central?

Edmar –O mesmo procedimento com o treinamento e capacitação realizada com os merendeiros também foi estendido aos demais funcionários da cozinha central, incluindo as pessoas encarregadas do transporte dos alimentos prontos até as escolas. Adquirirmos recentemente mais uma câmara fria, e a nossa cozinha central tem servido de exemplo e modelo para muitas cidades que nos procuram para conhecer o nosso trabalho realizado lá.

Governo apresenta novas regras para o uso de carros oficiais

Dois homens são mortos e outro fica ferido após tiroteio em Monte Carmelo