Mecânico de Campina Verde é encontrado morto em Água Comprida

Corpo de Josias da Silva foi retirado do córrego e somente ontem oficialmente identificado; ele teria trabalhado em fazenda da região

O corpo localizado em um córrego de Água Comprida na noite desta quarta-feira é do mecânico Josias da Silva, 57 anos. Josias pode ter sido vítima de latrocínio, já que o seu veículo está desaparecido.

Familiares identificaram a vítima no IML (Instituto Médico Legal) de Uberaba por meio de suas roupas e fisionomia. Segundo informações, Josias, natural de Campina Verde (MG) morava em Uberaba, estava desaparecido desde a tarde de sexta-feira (9) quando foi visto com alguns amigos em bar de Água Comprida.

O delegado Diego Lodi, da Área Integrada de Segurança Pública (Aisp) Rural, que investiga o caso, informou que aguarda o laudo necroscópico do médico legista. “Já temos inquérito em andamento, mas ainda não tenho como garantir se foi homicídio ou não. Vamos aguardar a informação do médico legista”, afirmou o delegado.

O veículo VW Saveiro branco da vítima está desaparecido e por este fato existe a suspeita do crime de latrocínio. “Pode ter sido um latrocínio, um acidente ou problema de saúde. Mas é difícil eu afirmar qualquer coisa sem ter um posicionamento do médico legista, se houve alguma agressão. E também porque, às vezes, ele nem estava na posse deste carro. Então, a gente tem de esperar e juntar todas as informações”, destacou o delegado da Aisp Rural.

Segundo o sargento Guilherme, da Polícia Militar de Água Comprida (MG), a vítima foi localizada por popular, submersa e presa em tubulação embaixo de ponte sobre córrego a cerca de 1 quilômetro de Água Comprida, em região rural conhecida como Raseira. “A gente teve a solicitação do desaparecimento de um mecânico que foi trabalhar em fazenda desta região. Ele já teria prestado o serviço e ficado para o carnaval de Água Comprida, mas ainda não teria chegado em sua residência, então os familiares comunicaram o seu desaparecimento”, comentou o sargento Guilherme, antes da confirmação de identificação do corpo.

Josias foi visto pela última vez, segundo boletim de ocorrência por desaparecimento, registrado pela filha, na última sexta-feira (9), após realizar serviço em fazenda de Água Comprida, em um bar da cidade com alguns companheiros de trabalho. Ainda conforme a PM, os colegas retornaram para Uberaba, porém a vítima, que estava com sua picape VW Saveiro prata, placas HOC 2547, preferiu permanecer no local. A vítima tinha o compromisso de retornar para a fazenda no sábado pela manhã para dar continuidade ao serviço, o que não aconteceu. Além disso, também não compareceu à sua residência, situada na rua José Fabre, Conjunto Beija-Flor II.

O corpo de Josias foi liberado ontem aos familiares para a realização de sepultamento em sua cidade natal, Campina Verde (MG), cidade a cerca de 200 quilômetros de Uberaba.

Fonte: Jornal da Manhã

Fluminense goleia o Salgueiro e se classifica na Copa do Brasil

Denúncia de vizinhos leva PM a encontrar idosa trancada em barracão