Atirador invade hospital e tenta, pela segunda vez, matar paciente

Um homem invadiu o Hospital São Paulo, em Muriaé, na Zona da Mata, para tentar, pela segunda vez, matar Wellington José de Araújo, vulgo Fofão, de 29 anos. A primeira tentativa de assassinato ocorreu no dia 10, sábado de Carnaval. A vítima foi baleada, mas resistiu e seguia internada. Não satisfeito, o atirador foi atrás do alvo novamente na noite de ontem, deu três disparos na direção do paciente, mas também não conseguiu cumprir seu objetivo.

Araújo levou um tiro na mandíbula e não corre risco de morte. Já o responsável pelos tiros não tinha sido localizado até a tarde de hoje. De acordo com a Polícia Militar (PM), ele foi identificado como o mesmo atirador do dia 10, no bairro Gaspar. Na ocasião, um jovem de 21 anos foi morto com quatro tiros. Araújo levou um tiro no abdômen e foi socorrido em estado grave para o Hospital São Paulo. Uma bala perdida também atingiu um vizinho.

Depois de uma semana internado, Araújo foi surpreendido novamente pelo ‘rival’ no leito do hospital. O homem entrou na unidade sem permissão, saiu procurando o alvo pelos corredores e sacou a arma quando o encontrou no quarto.

A mulher de Araújo estava com ele no quarto e tentou conter o atirador. Foram ouvidos três disparos, e um deles acertou o paciente.

Em seguida, o homem armado fugiu. A reportagem tentou falar com a direção e o advogado do hospital, mas nenhum representante estava na instituição na tarde de hoje para falar do assunto. De acordo com a PM, a segurança no local foi reforçada para evitar nova invasão.

A motivação do crime é desconhecida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

‘Shazam!’: Uniforme do herói será divulgado em breve, revela diretor

PM fardado tem carro e equipamentos levados em assalto