Chuva atrapalha manifestação, que complica trânsito no centro de BH

A chuva atrapalhou um pouco a manifestação contra a Reforma da Previdência organizada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) de Minas Gerais, marcada para acontecer às 16h desta segunda-feira (19), na praça Sete. O atraso foi de cerca de 30 minutos.

Entretanto, depois da redução da chuva, os manifestantes começaram a se aglomerar no local.

A manifestação e a chuva ajudaram a complicar o trânsito na região central. Segundo a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), os manifestantes ocuparam a avenida Amazonas, no sentido praça da Estação, e o tráfego no local, durante o horário de pico, precisou ser desviado para a rua dos Tamoios.

Apesar da chuva, a presidente da CUT em Minas, Beatriz Cerqueira, avaliou a manifestação de forma positiva. “A chuva dificulta a concentração. Só que nossos atos não se resumidamente a manifestação da Praça Sete”, disse.

Nesta segunda, o Governo Federal anunciou oficialmente a suspensão da tramitação da proposta que muda as regras de aposentadoria e pensão no país.

O porta-voz da decisão foi o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, que admitiu haver “insegurança jurídica” sobre a possibilidade de continuar discutindo a reforma durante o período da intervenção militar no Rio de Janeiro e suspender o decreto para promulgar as alterações, como era o plano do presidente Michel Temer. Leia mais AQUI.

*Com Agência Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

15 Filmes com a Popularidade mais baixa que a do Presidente Temer

Novos detalhes sobre a morte de Brittany Murphy questionam autópsia oficial