Usuários do metrô temem assaltos em estação que está às escuras

Usuários do metrô de Belo Horizonte denunciam a falta de energia elétrica na estação Lagoinha, no centro da capital e temem o aumento de assaltos no local. A concentração de pessoas na região faz aumentar a preocupação.

“Eu sou usuário do metrô e eu passo muito ali, embarco ali. Naquele lugar tem muita concentração de mendigo, de andarilho, e não é a primeira, nem a segunda vez que ficam ocorrendo esses picos de energia. Na segunda-feira estava sem energia lá, por exemplo. A gente passa ali e se sente desprotegido, o risco de ser assaltado é iminente, a estação está escura”, reclamou o autônomo Carlos Rodrigues de Almeida, 41 anos.

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) alegou que iluminação na estação está parcial, devido a uma tentativa de furto de cabos de energia no local, na última segunda-feira (20). A companhia afirma que sua equipe de manutenção já está trabalhando para resolver o problema.

“Para garantir a segurança e a integridade dos próprios usuários, a escada rolante e o elevador encontram-se desligados. Mas, apesar da ocorrência, tanto a estação Lagoinha quanto as demais estações do metrô seguem abertas à população e não houve qualquer interrupção nas viagens do sistema”, explicou a CBTU, em nota.

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) informou, por meio da assessoria de imprensa, que “não há nenhum registro de falta de energia da Cemig para a Estação Lagoinha”.

A reportagem de O TEMPO também entrou em contato com a Polícia Militar (PM) para verificar se houve o aumento de crimes no local, e aguarda uma posição da corporação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ACII de Ituiutaba irá promover evento gratuito para seus associados com foco na saúde e bem estar

Líder de igreja é preso por agredir idoso em falso centro terapêutico