Servidores do Instituto da Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) entraram em greve na manhã desta sexta-feira (23), por tempo indeterminado.

De acordo com o Sindicato dos Servidores do Ipsemg, 70% dos 2,5 mil servidores do Estado aderiram à greve. O serviço de urgência e emergência é mantido, dentro dos 30% da escala mínima como exige a lei.

Entre as reivindicações, eles querem alguns direitos como quinquênio e promoções, melhorias na estrutura de atendimento e novos concursos, além de aumento de salário, que hoje está em torno de R$ 1,1 mil, segundo a presidente do sindicato da categoria, Maria Abadia de Souza.

Nessa quinta-feira (22), ocorreu uma reunião entre o sindicato e o governo, mas nada ficou definido. “Governo sinalizou proposta, mas não concluiu, pediu para suspender a greve e marcou nova reunião para o dia 28. Vamos continuar com o ato até que recebamos a proposta deles, mas não queremos só promessas, porque já estamos cansados, queremos ações efetivas do governo”, afirmou Maria.

CCAA Capinópolis

Atualizada às 8h34

Ouça o podcast do Tudo Em Dia:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui