Homem enganam vigia em obra e levam trator de R$ 200 mil

Com a alegação de que precisavam com urgência de um galão de água para resolver um problema de superaquecimento em um carro, quatro homens invadiram uma obra na avenida José Cândido da Silveira, próximo à estação de metrô, no bairro Santa Inês, região leste da capital, na madrugada deste sábado (24), fizeram uma pessoa refém e levaram um trator avaliado em aproximadamente R$ 200 mil. Os assaltantes teriam dito que estavam recolhendo o veículo por falta de pagamento.

Um vigia da obra contou aos policiais que foi abordado por volta de 1h, quando fazia uma ronda no espaço onde a obra está localizada. Ele contou que estava fazendo uma fotografia do local para encaminhar ao seu supervisor quando foi abordado por um homem de moletom preto e capuz pedindo que ele enchesse um galão de água. Em seguida, outros três homens armados teriam aparecido em um veículo Ford Ka preto e em uma motocicleta e anunciado o assalto. O vigia contou que tentou anotar a placa, mas foi agredido com chutes e coronhadas na cabeça. Ele foi colocado de joelhos na frente de uma parede.

Ainda segundo o vigia, os autores perguntaram se o trator, da marca New Holland, possuía rastreador e informaram que uma prancha de transporte de veículos estava na região e retiraria o trator do local. Os assaltantes prometeram ao funcionário que não fariam nada contra ele, mas que precisavam retirar o trator porque ele teria sido comprado mas não teria sido pago.

Os criminosos, de acordo com o relato do vigia, vestiram no local uniformes vermelhos da prefeitura de Belo Horizonte, roubaram alguns pertences pessoais da vítima, cobriram a sua cabeça com uma camisa e a fizeram refém. Ele foi levado no banco de trás do carro junto com os criminosos, que disseram que ele só seria liberado quando o trator estivesse longe o suficiente. Algumas horas depois, a vítima foi abandonada no bairro Serra Verde, na região de Venda Nova, onde conseguiu ajuda de um motorista de ônibus que a deixou na 14ª Companhia do 49º Batalhão da Polícia Militar. Até o momento, ninguém foi preso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Detentos de Capinópolis estão sendo transferidos, SEAP não confirmou fechamento do presídio

Gusttavo Lima publica vídeo com fuzil e declara apoio a Bolsonaro