“Investigações estão avançadas”, diz delegado sobre caso de empresário

Nos próximos dias, a família do empresário Adriano Costa Vale, de 37 anos,  deve comparecer ao Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à  Pessoa (DHPP) para prestar depoimento e tentar ajudar a polícia a esclarecer o assassinato do homem no bairro Santa Cruz, região Nordeste de Belo Horizonte. Na tarde desta terça-feira (27), o delegado responsável pelo departamento, Rogério de Melo Franco, informou à reportagem de O TEMPO que as investigações estão avançadas.
 
“A avó dele foi ouvida ainda no hospital no dia do crime. Outras pessoas também serão chamadas a depor. Estamos bem adiantados em relação ao caso e vamos procurar ter um esclarecimento rápido”, disse o policial, sem entrar em detalhes em relação à autoria e motivação do homicídio. A delegada Alice Batello está à frente do caso e, por enquanto, não vai se manifestar.
 
O empresário foi assassinado dentro do próprio carro, nessa segunda-feira (26), no momento em que saía de casa com a avó. Mais de 50 tiros de fuzil e de pistola foram disparados contra o veículo. A idosa foi atingida por estilhaços, recebeu atendimento médico e foi liberada.
 
O corpo de Vale foi sepultado no início desta tarde. 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Negociação com chineses esfria, e Corinthians deve ficar sem Alex Teixeira

Com ajuda de documento, escolas dos Bairros Pequis e Monte Hebron iniciam suas atividades