Para preservar o pé, o craque ficará de cadeira de rodas, como ocorreu no aeroporto do Galeão
Fonte: Claire Dornald Clauzel/AFP

Belo Horizonte se transformará no centro das atenções do futebol quando o atacante Neymar desembarcar na cidade para passar por cirurgia no Hospital Mater Dei para a inclusão de um pino no quinto metatarso do pé direito – por causa de fratura sofrida no domingo durante jogo do Paris Saint-Germain pelo Campeonato Francês –, notícia divulgada com exclusividade pelo colunista do Estado de Minas Jaeci Carvalho.

Em acordo com o PSG e o próprio jogador, a CBF ficou à disposição para ajudar na reabilitação o mais rápido possível para que o atleta esteja em boas condições de jogar a Copa do Mundo, em junho.

Continua após a publicidade

Depois de mais de 12 horas de viagem, o craque desembarcou na manhã de ontem no aeroporto do Galeão, no Rio, em uma cadeira de rodas. Ele será operado amanhã pela manhã pelo médico Rodrigo Lasmar, chefe do departamento médico da Seleção Brasileira e do Atlético. Neymar está em sua casa em Mangaratiba (RJ) descansando ao lado da família e, segundo informações da CBF e do próprio hospital, chegará hoje à capital mineira de helicóptero, que pousará no heliponto do Mater Dei, no Barro Preto. Já existe todo um esquema especial para garantir a privacidade e comodidade do atleta, que não terá contato com torcedores. Como previsto, as visitas serão restritas à família.

O hospital reservou uma ala exclusiva para atender Neymar no 13º andar. Além de Lasmar, um grupo de 10 a 15 profissionais acompanhará o procedimento cirúrgico para auxiliar nas etapas de pré-operação, anestesia e recuperação. Ele deverá ter alta somente no domingo pela manhã e, em seguida, voltará para o Rio. A princípio, a primeira parte da reabilitação será feita no Brasil. Em seguida, o jogador retornará para Paris, onde dará sequência à fisioterapia e aos primeiros treinos físicos.

“O Mater Dei tem a maior certificação do mundo, a JCI Internacional. O fato de o hospital ser escolhido para atender o Neymar é um reconhecimento a todo o esforço do corpo clínico para oferecer o melhor atendimento possível, não só deste caso, mas de outros que temos diariamente”, ressalta o médico Henrique Salvador, presidente do Grupo Mater Dei.

Salvador afirma que todo o esforço vem sendo feito para que o jogador possa ter tranquilidade na cirurgia e na recuperação: “Temos o nosso pessoal para auxiliar nesse tipo de situação, até porque essas normas de certificação preveem isso. A gente tem um contingenciamento e as equipes são capacitadas para que o serviço ocorra sem problemas. O Rodrigo determinará quais recursos serão usados para o caso e aí a gente vai capacitá-lo para ter o suporte que necessitar”. Está prevista uma entrevista coletiva de Rodrigo Lasmar depois da cirurgia para falar sobre o processo de recuperação.

PRAZO Segundo o médico, o tempo de recuperação vai variar de dois meses e meio a três meses. “Não foi uma fissura simples do dedinho do pé, foi uma fratura de um osso importante no meio do pé”, explica Rodrigo. Com isso, é praticamente certo que Neymar ficará fora de toda a temporada do PSG. A decisão da Liga dos Campeões será em 26 de maio – no caso de o time do técnico Unai Emery chegar até lá. E a última partida pelo Campeonato Francês será sete dias antes, diante do Caen.

O atacante também desfalcará a Seleção nos amistosos contra Rússia e Alemanha, que serão disputados em 23 e 27 de março, em Moscou e Berlim, respectivamente.

Rodrigo Lasmar revela que havia a possibilidade de o jogador se livrar da cirurgia, mas o risco de agravar a fratura seria maior. “A melhor e única indicação é o tratamento cirúrgico. Porque o tratamento conservador dá uma chance muito grande de refratura dentro de um prazo muito curto. Neymar está triste, mas entende que não tem outra alternativa agora. Ele vai se dedicar para estar bem o quanto antes. Vamos fazer o possível para que ele esteja pronto o mais rápido possível”, destaca.

Famoso por ter tratado o problemático joelho do ex-craque Ronaldo ‘Fenômeno’, o médico francês Gérard Saillant, representando o PSG, chegará ao Brasil hoje para acompanhar o procedimento cirúrgico de Neymar – o ex-jogador Maxwell, atualmente coordenador esportivo do clube parisiense, também virá para BH.

Superesportes


Comments are closed.