Momento da agressão

Jefferson Batista Xavier, de 23 anos, foi solto do presídio Jacy de Assis na noite da última quinta-feira, 1º. O jovem é acusado da morte do engenheiro norte americano Herman Durwood de 51. O homem foi espancado na saída de uma casa noturna em Uberlândia e morreu no último dia 16 de janeiro, nos Estados Unidos.

O jovem teve a liberdade decretada por conta de um Habeas Corpus, concedido pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), após ficar entendido que não havia motivo para continuar com a prisão preventiva do suspeito, que ele já estava cumprindo nos últimos três meses.

Continua após a publicidade

Wallyson Romário dos Santos, amigo de Jefferson que estava o acompanhando no dia do fato e ainda tomou o celular do engenheiro americano durante a agressão, também foi indiciado pela Polícia Civil por tentativa de homicídio por motivo fútil e impossibilidade de defesa da vítima.

Entenda o caso

 

No dia 8 de dezembro de 2017, Herman Durwood foi agredido por Jefferson enquanto saía de uma casa noturna nas proximidades do cruzamento da Rua Santos Dumont com a Avenida Floriano Peixoto.

Câmeras de videomonitoramento flagraram toda a ação, e uma viatura da Polícia Militar (PM) logo apareceu e efetuou as prisões de Jefferson e Wallyson. Em sua defesa, o jovem disse que foi agredido primeiro pelo engenheiro.

Herman foi encaminhado para o Hospital de Clínicas da UFU (HC-UFU), onde ficou internado em estado grave por 29 dias. Em 6 de janeiro, sua esposa veio dos Estados Unidos, acompanhada de dois médicos, e o levaram de volta para seu país natal. O engenheiro acabou morrendo dez dias depois.


Comments are closed.