divulgação

A Prefeitura de Araguari, por intermédio da Secretaria de Saúde, iniciou na ultima quinta feira 1º de março a pesquisa sobre Ibogaína. Essa pesquisa é um estudo científico que conta com a parceria de várias entidades, entre elas, o IMEPAC, UFU, Santa Casa e o Instituto Vera Cruz.

O Projeto de pesquisa conta com renomados profissionais da área de saúde, os quais estudam a dependência química há vários anos. Entre eles está o Dr. Bruno Daniel Rasmussem Chaves, médico formado pela Unifesp, pesquisador e co-autor de três estudos brasileiros sobre Ibogaína e Célia Moraes, bióloga, mestre em Neurociência pela Unifesp e especialista no tratamento de dependentes de crack e cocaína.

Na palestra ocorrida no IMEPAC – Instituto Master de Ensino Presidente Antônio Carlos, foi apresentado o que será a pesquisa com duração de 3 a 4 anos. Dr Bruno e Célia apresentaram como os estudos serão desenvolvidos e de que maneira isso ajudará a sociedade, em especial aos dependentes químicos.

Continua após a publicidade

A Ibogaína é um fármaco que vem sendo estudado para o tratamento de dependência química e que segundo o último estudo publicado por pesquisadores da UNIFESP proporcionou 72 por cento de abstinência em homens e 100 por cento em mulheres. Comprovações científicas apontam que a substância aumenta a produção do hormônio GDNF (Glial Cell-Derivated Neurotrophic Factor) ele é um fator de crescimento neuronal, que pode ser um dos fatores responsáveis pela eficácia do tratamento. Este efeito aparentemente reequilibra os neurotransmissores (dopamina, serotonina) e traz uma sensação de entusiasmo, o que diminui a necessidade do uso de drogas pelo paciente. O ensaio clínico a ser realizado em Araguari consiste em sessões de psicoterapia associada à aplicação de Ibogaína.

O Secretário de Saúde, Rafael Scalia Guedes, falou da magnitude da pesquisa e dos benefícios que podem ser dispensados a sociedade. “Acredito muito na pesquisa e nos resultados que ela pode proporcionar a população em especial aos dependentes químicos. A Secretaria de Saúde apóia os pesquisadores e se orgulha de ter servidores nossos envolvidos na causa. São pessoas altamente conhecedoras da situação e que trabalham com dependência há muitos anos.” disse.

O Prefeito Marcos Coelho (MDB) esteve presente na palestra e parabenizou os pesquisadores e falou do valor que a ciência possui para a sociedade. “É com estudos assim que a medicina desenvolve cura para tantas doenças. A Prefeitura de Araguari dá total apoio aos estudos e aos exploradores dessa causa tão nobre e produtiva”, destacou.

O evento contou com a presença do Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Júberson dos Santos Melo; o Secretário de Políticas Sobre Drogas, Ailton Souza; o Presidente da FAEC, Jean Laverdi; o Superintendente da SAE, André Reis; o Procurador Geral do Município Leonardo Henrique e o Presidente do Conselho Municipal de Saúde, Eduardo Tadeu de Paula.

Também estiveram presentes vários representantes do legislativo: o Secretário da Câmara, Vereador Wesley Lucas(PPS); o Vice-líder do governo, Vereador Maravilha (PMB); e os Vereadores Jander Patrocínio(PSB), Flávio Quejerinha(PSDB) e Wanderlei Inácio. (PRTB)

Várias instituições que apóiam a pesquisa estiveram representadas na palestra. Todos acreditam que a mesma trará grades resultados a longo prazo para a saúde púbica e para a sociedade. Participaram da palestra o Sargento Júlio Cesar Gomes, dos Bombeiros, o Delegado Regional de Polícia Civil Wilton José Fernandes, Cristyano Ferreira, Presidente da CDL e Divânia Araújo, Diretora Geral do IMEPAC.

Várias autoridades que acreditam nos resultados da pesquisa também parabenizaram a iniciativa e se fizeram presentes na palestra. Entre eles, Osmar Vaz de Melo, Juiz Federal; Cleber Eustáquio, Procurador da República; Eline Nicole, Médica Psiquiatra e Karine Viana, Psicóloga da Secretaria de Saúde de Araguari e Pesquisadora.

Prefeitura de Araguari


Comments are closed.