Uma discussão entre vizinhos culminou na morte de um homem de 41 anos na tarde desta terça-feira (6), em Sabará, na região metropolitana de Belo Horizonte. Segundo a Polícia Militar (PM), Adriano da Fonseca Lucindo foi assassinado ao ser atingido por diversas pauladas na cabeça.

O suspeito do crime é Antônio Teixeira da Silva, de 37 anos, que foi preso e levado para a delegacia de plantão da cidade. A mulher dele, de 35, e um adolescente, de 16, também estariam envolvidos no caso, conforme relatos de testemunhas à PM. A dupla teria segurado Lucindo no momento em que ele foi atacado por Silva com um pedaço de madeira.

A mulher de Silva disse aos militares que só segurou a vítima porque ela estava bêbada e buscou uma faca na casa onde mora na rua Florestal, no bairro Alvorada, onde aconteceu a briga entre os vizinhos. Ela relata que Lucindo queria atacar o marido e, por isso, interveio na situação com a ajuda do adolescente. A PM não explicou se a dupla foi encaminhada para a delegacia para prestar esclarecimentos.

Continua após a publicidade

De acordo com a corporação, testemunhas afirmaram que o desentendimento entre os vizinhos começou no meio da rua, por volta de 14h. Lucindo reclamou com Silva e a mulher sobre o filho do casal, que supostamente jogava pedras no carro dele. Ainda segundo a PM, os moradores ressaltaram que as discussões aconteciam há três meses.

A polícia chegou ao local depois de ser acionada, por telefone, para atender a uma denúncia de agressão. Na rua Florestal, na altura do número 693, os militares encontraram o corpo de Lucindo ensanguentado caído no chão com diversos ferimentos na cabeça. Uma ambulância foi acionada e os socorristas constataram o óbito. A PM não explicou se Silva foi preso enquanto estava na rua ou na residência onde mora ao lado da mulher.


Comments are closed.