O presidente Michel Temer conversou na manhã de hoje (6), por telefone, com o presidente pro tempore do Mercado Comum do Sul (Mercosul), o presidente do Paraguai, Horácio Cartes, para tratar das negociações em torno da conclusão do acordo entre o bloco sul-americano e a União Europeia. A assinatura do pacto comercial entre os dois blocos vem sendo negociada há quase 20 anos e avançou nos últimos meses.

Ontem, Temer tratou do assunto, também por telefone, com o primeiro-ministro de Portugal, Antônio Costa, e com o presidente da Espanha, Mariano Rajoy. Segundo Temer, tanto Costa quanto Rajou deram garantia de que a União Europeia está empenhada em fechar o pacto comercial com o Mercosul.

Continua após a publicidade

“Ambos me reiteraram o interesse em vencer as últimas contendas para que o acordo Mercosul-União Europeia seja fechado no menor prazo. Na ocasião, eu também revelei meu empenho nessa direção”, disse Temer em sua página do Twitter.

A previsão inicial do governo brasileiro era de anunciar o acordo durante a Conferência Ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC), realizada no fim do ano passado na Argentina, mas a conclusão das negociações foi adiada para este ano devido a alguns pontos de divergência sobre a comercialização de alguns produtos e para que o bloco europeu analisasse algumas concessões sugeridas pelos países do Mercosul.

O objetivo do acordo é reduzir as barreiras comerciais entre os 28 países da União Europeia e os quatro integrantes efetivos do Mercosul, Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai, além dos países associados. A comissão europeia apontou avanços nas últimas rodadas de negociações e o governo paraguaio espera que o acordo seja pactuado ainda em março.

Agência Brasil


Comments are closed.